R$ 8 milhões para filha adotiva: irmãos de Agnaldo Timóteo querem anular testamento

Cantor morreu em abril, vítima da Covid-19, mas deixou testamento encaminhando herança para filha adotiva, contestada por seus irmãos

Irmãos do Agnaldo Timóteo iniciaram uma guerra judicial para anular o testamento do cantor, que deixou uma fortuna avaliada em R$ 16 milhões. Timóteo morreu no dia 3 de abril último, vítima da Covid-19. Deixou deixou herança para Keyty Evelyn, sua filha adotiva, hoje com 14 anos.

Agnaldo Timóteo com o sobrinho Timotinho e a filha Keyty Evelyn – Foto: Reprodução/Record TV/NDAgnaldo Timóteo com o sobrinho Timotinho e a filha Keyty Evelyn – Foto: Reprodução/Record TV/ND

Keyty Evelyn foi adotada pelo cantor aos 2 anos, chamada por ele de “razão da vida”. Um mês antes de morrer, Agnaldo Timóteo, que tinha 84 anos, fez um testamento deixando metade dos seus bens para a filha. Entretanto, seus irmãos querem pedir a anulação do testamento.

O argumento é de que Agnaldo não estava gozando de plena saúde mental quando expressou sua vontade sobre a partilha dos bens. Uma de suas irmãs, Ruthinete, apresentou um documento médico afirmando que o cantor não tinha como responder por seus atos. Ela tentou ser inventariante de Agnado Timóteo, mas teve o pedido negado na Justiça.

Partilha

A divisão, de acordo com a vontade do cantor, seria deixar metade do patrimônio para Keyty. Outros 50% seriam divididos entre dois afilhados, cada qual com 10 %, e apenas dois dos seus seis irmãos. Sidney Lobo Pedroso, advogado do cantor, foi nomeado por ele como inventariante. Além de advogado, Sidney era amigo de longa data de Agnaldo Timóteo.

Antes de contrair a Covid-19, Agnaldo teve grave problema de saúde, sofrendo um AVC. Ele ficou dois meses internado e, temendo o pior, solicitou a Sidney Lobo que desde entrada no processo de adoção de Keyty. Até então, ele apenas a criava, embora o fizesse desde a época em que a menina tinha 2 anos de idade.

Agnaldo Timóteo deixou claro como gostaria de dividir seu patrimônio em herança – Foto: Reprodução/NDAgnaldo Timóteo deixou claro como gostaria de dividir seu patrimônio em herança – Foto: Reprodução/ND

Agnaldo enviou um vídeo ao seu advogado, solicitando a oficialização da adoção, bem como colocando-a como herdeira.

“Dr. Sidney, essas fotos que eu mandei para você, são da minha filha, que eu adoro desde março de 2008, quando a conheci, na porta do meu gabinete, ao lado da mãe, quando eu era vereador em São Paulo. Preciso legalizá-la para que ela seja Keyty Evelyn Timóteo. Ela já tem um documento como minha herdeira, mas quero que ela seja minha filha oficial. Gostaria que você providenciasse tudo. Ela é a razão da minha vida”, diz Agnaldo no vídeo.

Embora o processo corra em segredo de Justiça, o Ministério Público de São Paulo deu parecer favorável à guarda da menina.

+

Justiça Brasileira

Loading...