Justiça manda Flordelis e mais nove a júri popular por morte de pastor

Denunciada como mandante do crime, ela vai responder por homicídio triplamente qualificado

A deputada federal Flordelis dos Santos Souza (PSD-RJ) e mais nove acusados pela morte do pastor Anderson do Carmo, ocorrida em 2019, serão levados a júri popular. A decisão foi da juíza do 3º Tribunal do Júri de Niterói, Nearis dos Santos Carvalho Arce.

Flordelis foi denunciada como mandante do crime e vai responder por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, emprego de meio cruel e de recurso que impossibilitou a defesa da vítima), tentativa de homicídio, uso de documento falso e associação criminosa armada.

Flordelis é acusada de ser a mandante da morte do pastor Anderson do Carmo em 2019  – Foto: Divulgação/Câmara Federal/NDFlordelis é acusada de ser a mandante da morte do pastor Anderson do Carmo em 2019  – Foto: Divulgação/Câmara Federal/ND

Também serão submetidos a julgamento pelo Tribunal do Júri outras nove pessoas que teriam participado do assassinato do pastor, que respondem pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, tentativa de homicídio e associação criminosa armada e uso de documento falso.

A juíza também decidiu manter a prisão de todos os acusados. Segundo a magistrada, “não houve modificação da situação de fato que justificasse sua alteração”.

+

Justiça Brasileira

Loading...