Luciano Hang entra na justiça contra Felipe Neto por calúnia e difamação

Empresário acusa o influenciador digital de ter praticado calúnia e difamação ao publicar que ele teria falsificado atestado de óbito da mãe por não constar morte por Covid-19

O empresário Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, está processando o influenciador digital Felipe Neto por calúnia. O processo iniciou em outubro deste ano e tramita na 43ª Vara Criminal, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Processo iniciou em outubro deste ano e tramita na 43ª Vara Criminal, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro – Foto: Redes sociais/Reprodução/NDProcesso iniciou em outubro deste ano e tramita na 43ª Vara Criminal, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro – Foto: Redes sociais/Reprodução/ND

Segundo Hang, Felipe Neto cometeu crime de calúnia ao publicar na Internet que o empresário falsificou o atestado de óbito da mãe, Regina, que morreu em abril deste ano, para não constar morte por Covid-19.

“Ele afirmou que Luciano falsificou atestado dona Regina, o que é totalmente mentira. Foi processado por calúnia e difamação”, disse a assessoria de Luciano Hang.

No processo, o empresário citou postagens do influenciador. Em uma delas, Neto diz que Hang adulterou o documento sobre o falecimento. Os posts foram feitos por Felipe Neto no dia 23 de setembro.

Empresário citou postagens do influenciador no processo – Foto: Reprodução/NDEmpresário citou postagens do influenciador no processo – Foto: Reprodução/ND
+

Justiça Brasileira

Loading...