Marco Aurélio vota para proibir Bolsonaro de bloquear pessoas nas redes sociais

O ministro do STF afirmou que a medida "revela precedente perigoso" e "censura a liberdade de expressão" por parte do presidente

O ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), votou nesta sexta-feira (13) pela proibição de o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), bloquear usuários nas redes sociais. A decisão foi tomada no plenário virtual da Corte.

Em junho deste ano, Marco Aurélio negou uma liminar pedida pelo advogado – Foto: Nelson Jr./SCO/STF/NDEm junho deste ano, Marco Aurélio negou uma liminar pedida pelo advogado – Foto: Nelson Jr./SCO/STF/ND

A ação em análise pelo colegiado foi movida pelo advogado Leonardo Medeiros Magalhães. Ele relata que o presidente Jair Bolsonaro o bloqueou no Instagram depois de ter feito um comentário em uma postagem.

+

Justiça Brasileira