Morre sobrevivente da boate Kiss que testemunharia em julgamento

Fernanda Buriol Londero, de 33 anos, sobreviveu à tragédia na boate de Santa Maria (RS)

Nem todas as batalhas da vida podem ser vencidas, infelizmente. Morreu aos 33 anos, no Rio Grande do Sul, uma das sobreviventes da tragédia na boates Kiss. Fernanda Buriol Londero testemunharia no julgamento do caso, agendado para 1º de dezembro deste ano.

A arquiteta vivia na cidade de Salto do Jacuí, aproximadamente 300 quilômetros distante de Porto Alegre.

Sobrevivente da boate Kiss morre no Rio Grande do Sul Sobrevivente da boate Kiss morre no Rio Grande do Sul – Foto: Acervo pessoal/ND

A causa da morte foi uma embolia pulmonar. Fernanda havia ficado com sequelas pulmonares após o incêndio, mas isso não teve relação direta com seu falecimento.

Por conta disso, o Ministério Público terá que chamar outro sobrevivente para depor. A tragédia aconteceu em 2013, em Santa Maria, quando 242 jovens perderam a vida. Outras 635 pessoas, segundo o MP, foram vítimas de tentativa de homicídio.

A própria Fernanda chegou a revelar em entrevista que só sobreviveu porque achou um atalho na cozinha. A jovem ainda contou que a mesma situação envolvendo fogos de artifício, que teria iniciado o incêndio, já havia ocorrido em outras oportunidades na boate.

+

Justiça Brasileira

Loading...