Moacir Pereira

Notícias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC, da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


STF: desmoralização mundial

Libertando um foragido e traficante internacional, o ministro Marco Aurélio causou maior desmoralização do Supremo no exterio

A absurda decisão do ministro Marco Aurélio Mello, libertando um dos maiores criminosos internacionais de tráfico de drogas, só contribui para aumentar a insegurança jurídica no Brasil. Provocou a ira dos cidadãos de bem e teve a capacidade de denegrir ainda mais a imagem do Judiciário no exterior.
Aqui dentro, o vaidoso ministro, agora conhecido nas redes sócios como “narcoaurélio”, não tem muito o que explicar à sociedade brasileira, que o conhece pelos antecedentes.
O problema do desatino praticado está na ampla divulgação que o caso ganha no exterior. A Interpol, as Policias Federais de dezenas de países buscam um criminoso internacional porque um ministro da Suprema Corte do Brasil decidiu por sua libertação.
O escândalo ganhou gigantesca repercussão internacional. Mas, quando o brasileiro comum depara-se com as últimas decisões do Pequeno Tribunal Federal não vai considera-las são execráveis pela absoluta insensatez de outros julgados monocráticos. A de Edison Fachin, por exemplo, proibindo a Policia Militar de combater a criminalidade nos morros do Rio é uma estupidez. Resultado: a matança dos PMs continua.
Grave mesmo é ver 10 ministros de uma Suprema Corte dedicarem dois dias de julgamento pela insânia e pela estapafúrdia decisão isolada de um de seus membros.
Desacreditado no Brasil, o Supremo desmoraliza-se também no exterior.