Moacir Pereira

Noticias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC, da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Tribunal Federal rejeita recurso de ex-Corregedor da Ufsc contra jornalista

Decisão foi tomada pela 7a. Turma do Tribunal Regional Federal de Porto Alegre

Tribunal Regional Federal da 4ª Região, através da 7ª. Turma, rejeitou o recurso de embargos de declaração interposto pelo ex-corregedor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Rodolfo Hickel do Prado no processo em que ele acusa a jornalista Raquel Wandelli Loth de ter cometido os crimes de calúnia e difamação contra a sua honra.  Dessa forma, segue válida a sentença que rejeitou a queixa-crime proposta pelo ex-corregedor e que julgou procedente a exceção da verdade apresentada pela jornalista na ação.

A decisão unânime do colegiado foi proferida durante sessão virtual de julgamento realizada no início do mês (4/8).

Hickel do Prado ofereceu a queixa-crime contra a jornalista após a publicação de uma reportagem no site Jornalistas Livres em que Raquel Wandelli apresentou um dossiê com os antecedentes criminais do ex-corregedor da Universidade. A reportagem apontava Hickel do Prado como pivô de uma denúncia que teria levado ao suicídio do ex-reitor da UFSC Luiz Carlos Cancellier de Olivo.  Em sentença publicada em fevereiro de    2019, a Justiça Federal de Santa Catarina considerou que os fatos apresentados na reportagem eram verídicos e recusou o recebimento de ação penal contra a jornalista.

A sentença foi referendada pela 7ª Turma do TRF4 em junho deste ano, quando o colegiado negou provimento ao recurso criminal em sentido estrito interposto pela defesa do ex-corregedor.

+

Moacir Pereira