Acusado de matar ex-mulher em SC e jogar em rio fica calado em audiência

Audiência ocorreu nesta segunda-feira (16) em Concórdia, no Oeste de Santa Catarina. Corpo da vítima segue desaparecido

A primeira audiência do processo criminal sobre a morte de Roseli Fátima Stoll, de 38 anos, ocorreu nesta segunda-feira (16) em Concórdia, no Oeste de Santa Catarina. A vítima teria sido morta asfixiada com um cinto pelo ex-companheiro no dia 2 de dezembro de 2021. Porém, quatro meses depois, o corpo ainda segue desaparecido.

Corpo de Roseli segue desaparecido – Foto: Arquivo Pessoal/ReproduçãoCorpo de Roseli segue desaparecido – Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

O suspeito está preso preventivamente no Presídio Regional de Concórdia. Na audiência, o réu permaneceu em silêncio durante o interrogatório das testemunhas. Ele foi preso pela Polícia Civil, por meio de uma investigação da DIC (Divisão de Investigação Criminal) e denunciado pelo Ministério Público.

O autor do crime teria matado Roseli Stoll no bairro Sintrial, na sua casa, colocado o corpo no carro e seguido até o lago da usina na comunidade de Entre Rios, Alto Bela Vista. Ao confessar crime aos policiais civis, ele também disse que amarrou o corpo em pedras e depois afundou no lago.

Buscas foram feitas por algumas semanas, mas o corpo nunca mais foi encontrado. Agora, a defesa e o Ministério Público terão prazo para as alegações finais. Depois, a Justiça de Concórdia deverá decidir sobre o julgamento através de júri popular com a sentença de pronúncia.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Diversa+ na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça SC

Loading...