Advogado que matou pai e meia-irmã será julgado em fevereiro em São Bento do Sul

Osmar Unisesky Júnior assassinou os dois em setembro de 2018; motivação teria sido a herança

Dois anos e cinco meses depois de assassinar o pai e a meia-irmã, o advogado Osmar Unisesky Júnior sentará no banco dos réus no dia 26 de fevereiro, em São Bento do Sul, no Planalto Norte de Santa Catarina.

Osmar Uniseski, de 61 anos e a filha, Franciele Aparecida Jelinski Uniseski, de 19 anos foram mortos no escritório da família – Foto: Arquivo/NDTVOsmar Uniseski, de 61 anos e a filha, Franciele Aparecida Jelinski Uniseski, de 19 anos foram mortos no escritório da família – Foto: Arquivo/NDTV

Osmar será julgado por duplo homicídio qualificado por motivo torpe porque de acordo com a denúncia do Ministério Público, o crime teve como motivação o reconhecimento que o pai havia feito da paternidade da irmã, o que faria com que a herança fosse dividida.

O crime aconteceu no dia 18 de setembro de 2018, no bairro Brasília. O advogado foi até o escritório do pai, Osmar Uniseski, de 61 anos, onde ele estava com a meia-irmã, Franciele Aparecida Jelinski Uniseski, de 19 anos. As câmeras de monitoramento flagraram toda a ação de Osmar.

Advogado matou pai e meia-irmã por herança em São Bento do Sul – Foto: Arquivo/NDTVAdvogado matou pai e meia-irmã por herança em São Bento do Sul – Foto: Arquivo/NDTV

Ele parou na porta e começou a conversar. Depois de instantes sacou a arma e disparou contra o pai, que ainda tentou conter o filho. Sem munição na arma, o advogado se afastou para recarregá-la, e o pai ainda tentou contê-lo, mas gravemente ferido, caiu sem conseguir se defender. Osmar conseguiu recarregar a arma e disparou na cabeça do pai, já caído.

O advogado ainda voltou ao escritório e viu que a irmã tinha trancado a porta e estava acionando a PM. Ele disparou contra a porta e sem conseguir entrar no escritório, deu a volta e disparou pela janela lateral, atingindo o braço e a cabeça de Franciele.

Osmar foi preso e aguarda o julgamento na Penitenciária de Itajaí. O julgamento será realizado por videoconferência, a partir das 9h.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça SC

Loading...