Após 16 horas, júri condena advogado que matou pai e irmã em SC

Homem matou o pai e a irmã a tiros em setembro de 2018, em crime que chocou São Bento do Sul

Após cerca de 16 horas de sessão, acabou na madrugada desta quarta-feira (20) o julgamento do homem acusado de matar pai e irmã em São Bento do Sul, no Planalto Norte de Santa Catarina, em setembro de 2018.

Réu foi condenado após sessão de 16 horas – Foto: TJSC/DivulgaçãoRéu foi condenado após sessão de 16 horas – Foto: TJSC/Divulgação

Osmar Unisesky Júnior foi condenado por duplo homicídio, com pena de 20 anos e oito meses de reclusão, em sessão do Tribunal do Júri que começou às 9 horas de terça (19) e acabou 1 hora desta quarta.

Conforme a denúncia do Ministério Público, o crime aconteceu no escritório da empresa da família. Osmar, que é advogado, usou uma arma de fogo para atirar contra o pai, Osmar Unisesky, de 57 anos.

Ferido, o homem ainda tentou conter o filho que, sem mais munição, saiu do local para recarregá-la. Ao voltar, com o pai caído no chão sem poder se defender, fez outro disparo que atingiu a cabeça da vítima.

Pai e filha foram mortos no escritório da empresa da família – Foto: Arquivo/NDTVPai e filha foram mortos no escritório da empresa da família – Foto: Arquivo/NDTV

Enquanto isso, a irmã do réu, Francielle Jelisnky, 19 anos, estava dentro do escritório, com a porta trancada, tentando ligar para a polícia.

Sem conseguir entrar no local, o réu foi até a janela e, de lá, fez dois disparos contra a irmã, atingindo-a na cabeça e no braço. As duas vítimas morreram no local.

Segundo a investigação, o motivo para o crime teria sido o descontentamento do autor do crime com a divisão dos bens do pai, já que não aceitava o reconhecimento da meia-irmã na divisão.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça SC

Loading...