Após agressão em SC, mulher de vice-governador do MT consegue medida protetiva

Viviane Kawamoto teria sido agredida pelo ex-marido, vice-governador do Mato Grosso, durante uma viagem do casal em Itapema, litoral catarinense

Após a repercussão nacional da denúncia de agressão do vice-governador do Mato Grosso, Otaviano Pivetta (sem partido), contra a ex-esposa, Viviane Cristina Kawamoto, a Justiça concedeu a ela uma medida protetiva. Agora, Pivetta não pode se aproximar dela ou manter qualquer tipo de contato.

O casal está separado desde as denúncias de que o vice-governador teria agredido Viviane durante as férias do casal em Itapema, no Litoral Norte de Santa Catarina. Segundo o advogado de defesa de Viviane, essas foram as primeiras denúncias de agressão.

Pivetta é acusado de agredir a ex-esposa durante férias do casal em Itapema – Foto: Reprodução/InternetPivetta é acusado de agredir a ex-esposa durante férias do casal em Itapema – Foto: Reprodução/Internet

Na noite do dia 7 de julho, Viviane ligou para a polícia para denunciar que havia sido agredida pelo companheiro. O casal estava de férias na região, de acordo com o relato de Viviane, e durante o dia tiveram uma discussão “normal”, mas, à noite, o vice-governador teria tentado lhe sufocar.

Ela conta que o marido a chamou para orar, “eu fui com ele na sala, eu tava com a coberta e ele começou a me estrangular com a coberta. E bater com minha cabeça no sofá. E começou a me chutar. Ele pegou meu telefone… ‘você vai ligar pra polícia? Vai ligar pra polícia?’ Ele pegou meu celular e começava bater no chão”.

Viviane completa contando que segurou nas partes íntimas do vice-governador para escapar de agressões. “Eu segurei no testículo dele até ele me soltar. Na hora que eu comecei a apertar que ele me soltou”.

Pivetta foi indiciado pela polícia por lesão corporal leve, após as denúncias de agressão. Eles eram casados há três anos.

Em uma carta aberta, Pivetta afirma que não agrediu Viviane. “Em respeito às crianças, filhos de Viviane a quem passei a amar como parte da minha família, até hoje me mantive em silêncio sobre as falsas acusações que ela me faz”, diz a nota. 

“O processo está em segredo de justiça. Diante da divulgação por ela promovida, é necessário reafirmar: Nunca agredi Viviane, apesar de toda violência física, psicológica e financeira que passei a sofrer em nossa convivência recente”, afirma.

O vice-governador do Mato Grosso ainda afirma que as denúncias tentam manchar sua imagem. “Estou com a consciência tranquila e confiante na Justiça, que vai mostrar a verdade sobre o que aconteceu. Estou muito triste por esta tentativa espúria de manchar minha história e destruir minha reputação”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça SC

Loading...