Após morte de advogado, cidade de SC irá indenizar família em R$ 50 mil; entenda

Vítima tinha 64 anos quando recebeu um diagnóstico errado que acarretou em sua morte

O município de Nova Trento foi condenado a pagar R$ 50 mil em danos morais à família de um advogado que morreu em decorrência de erro médico, após equívoco de diagnóstico em hospital local. A decisão foi do juízo da 2ª Vara da comarca de São João Batista no início de dezembro.

Nova Trento foi condenado a pagar danos morais à família do advogado – Foto: ReproduçãoNova Trento foi condenado a pagar danos morais à família do advogado – Foto: Reprodução

O caso foi registrado em julho de 2012, quando a vítima, de 64 anos, começou a sentir forte dor abdominal, náuseas, tontura e dificuldade respiratória. Ela foi encaminhada imediatamente ao hospital local, onde teve diagnóstico de uma simples congestão abdominal e foi mandado para casa.

No dia seguinte, ao retornar ao pronto-socorro com os sintomas e ser atendido por médico plantonista, foi diagnosticado que o paciente sofria um infarto. Apesar da rápida transferência para o hospital regional, o homem não resistiu.

No entendimento do juiz Alexandre Murilo Schramm, por óbvio a morte do paciente não foi ocasionada pelos procedimentos médicos realizados, mas pela falta deles no primeiro atendimento.

Além da reparação arbitrada em R$ 50 mil, a família terá direito a pensionamento mensal no valor de 2/3 do salário mínimo, da data a morte até a data em que a vítima completaria 70 anos de idade. Aos valores serão acrescidos juros de mora e correção monetária.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça SC

Loading...