Sabrina Aguiar

sabrina.aguiar@ndtv.com.br Coluna sobre os assuntos de Joinville e região. A economia, segurança pública, política e todos outros fatos por quem vive e pensa sobre as cidades.


Com morte encefálica, jurídico joinvilense se despede de Lavarda

OAB subseção Joinville emitiu nota oficial nessa sexta, 14, pela manhã e outros profissionais também prestam homenagens

O último boletim médico de Antônio Luiz Lavarda do Hospital São José de Joinville, decretou morte encefálica (cerebral). Diante desse quadro, para muitos profissionais e órgãos jurídicos o momento é de despedida e homenagens a um dos nomes mais conhecidos como advogado criminalista em Joinville.

Aos 64 anos, Lavarda era um dos grandes nomes do jurídico joinvilense. – Foto: Internet/OAB JoinvilleAos 64 anos, Lavarda era um dos grandes nomes do jurídico joinvilense. – Foto: Internet/OAB Joinville

Na manhã desta sexta, 14, a OAB/SC Subseção Joinville emitiu uma nota de falecimento oficial:

A OAB/SC Subseção Joinville informa, com profundo pesar, o falecimento do Dr. Antônio Luiz Lavarda, advogado militante e referência para o direito criminal em Joinville e região. Aos familiares e amigos desejamos serenidade nesse momento tão difícil, com a certeza de reconfortá-los o fato de que as contribuições do Dr. Lavarda à advocacia criminal permanecerão inspirando as práticas profissionais de inúmeros colegas advogados(as)”.

O promotor de Justiça, Ricardo Paladino, também prestou homenagem ao advogado Lavarda:

Consternado com a notícia do falecimento do Doutor Antônio Luiz Lavarda. Tive a honra de dividir com ele dezenas de plenários do Tribunal do Júri, que sempre me trouxeram um grande aprendizado. Advogado corajoso e determinado, aceitava nomeações para atuar no júri, independentemente da complexidade do caso e até mesmo de pagamento. Amava defender e muito contribuiu com a Justiça Catarinense. O Tribunal do Júri da Comarca de Joinville perde um grande expoente, mas seu legado permanece vivo em todos que aprenderam com ele. Vai com Deus, amigo”!

A juíza Karen Schubert também publicou uma homenagem em seu perfil na Internet:

“Grande tribuno. Foram dezenas de júris, incontáveis audiências. Amigo Dr. Lavarda fará muita falta”.

A Direção do Foro Central da comarca de Joinville decretou luto oficial de três dias e as bandeiras do fórum a meio mastro, mas sem nenhum prejuízo das atividades forenses. O diretor, Yhon Tostes o homenageou como um profissional que lutou sempre por um Judiciário forte, efetivo e eficiente.

Durante décadas, Dr. Lavarda exerceu exemplarmente, com competência e denodo a função do profissional de advocacia atuando com galhardia, serenidade, educação, domínio ímpar da oratória e do direito e com espírito aguerrido pela luta na busca da Justiça, em especial, no Tribunal de Júri, local em que sua vocação exaltava sua maestria. A Direção do Foro Central se solidariza com toda a família, amigos, admiradores e roga que a dor da saudade seja minimizada pelas boas lembranças que o Dr. Lavarda deixou nos corações e mentes de todos que tiveram o privilégio de o conhecer“.

Lavarda foi encontrado em casa desacordado no início de janeiro de 2021 e foi levado ao Hospital Municipal São José, onde foi diagnosticado com uma grave lesão cerebral, provocado por um AVC. O primeiro boletim médico já falava em quadro irreversível. No meio jurídico teve sua forma sempre de destaque na área criminalista.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...