Falso curandeiro é condenado por estuprar menina de 12 anos em SC

Com a promessa de curar insônia e pesadelos, homem abusou da menina por duas vezes

Um homem que se dizia curandeiro foi condenado a 11 anos e oito meses de reclusão por estuprar uma menina de 12 anos por duas vezes. O caso foi julgado pela comarca de Rio do Campo, no Vale do Itajaí, em Santa Catarina nesta terça (9).

Além da pena de reclusão, o homem terá que pagar uma indenização de R$ 40 mil pelos danos morais que causou à menina.

A sentença atendeu completamente ao pedido proposto pelo promotor de Justiça Thiago Ferla. De acordo com a denúncia, o condenado se apresentou como curandeiro para a família e prometeu usar seu “poder de cura” para acabar com os problemas de insônia e pesadelos da menina.

Com a falsa promessa, ele se aproveitou da confiança depositada e estuprou a garota duas vezes. Após os estupros, o falso curandeiro levou a vítima para casa e mandou-a tomar banho de sal grosso “para tirar os resíduos do cemitério”.

Além disso, ele disse para a mãe da menina que precisaria retornar para mais três “sessões”, para “livrar” a adolescente do mal o quanto antes, caso contrário ela poderia morrer.

Os crimes foram cometidos no dia 7 de dezembro de 2020 e o homem foi preso preventivamente três dias depois do crime. A sentença foi proferida pela Juíza da Vara Única da Comarca de Rio do Campo, Griselda Rezende de Matos Muniz Capellaro, e a decisão é passível de recurso.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça SC

Loading...