Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Home office vai aumentar no Judiciário depois da pandemia, diz presidente do TJSC

Desembargador Ricardo Roesler, presidente do TJSC – foto: Anderson Coelho

Presidente do TJSC, o desembargador hhRicardo Roesler disse nesta segunda-feira (13) que o sistema de home office será ampliado no Judiciário catarinense depois da pandemia. Ele cogita chegar ao índice de 50% de trabalho em casa depois da Covid-19.

“Houve um aumento de 30% de produtividade nesse período de pandemia em relação aos mesmos meses do ano passado”, afirmou. Um dos reflexos, segundo ele, será a utilização de espaços físicos menores para a prestação do serviço jurisdicional.

“Vamos investir em mais bytes e menos tijolos”, comparou o desembargador, que participou da live do Ceap Brasil, comandada pelo promotor de Justiça de SC Affonso Ghizzo Neto.

Roesler afirmou que o Judiciário está trabalhando no “osso”, levando em conta o impacto da crise na arrecadação do Estado, e que a previsão orçamentária para 2021 leva em conta uma redução de R$ 200 milhões.

A webserie tem convidado autoridades e especialistas em diversas áreas para debater sobre crise e corrupção durante a pandemia.