Homem é condenado pela morte cruel da ex-companheira em Lages

Júri condenou homem pelo assassinato da ex-mulher ocorrido em 2019 em Lages, na Serra Catarinense

Um homem foi condenado em Júri pelo assassinato cruel da ex-companheira que foi espancada com bastão metálico, chutes e socos em Lages, na Serra Catarinense. Ele foi condenado por homicídio por motivo torpe, meio cruel e feminicídio pelos jurados do Tribunal do Júri da comarca de Lages.

A pena para o homem é de 20 anos e três meses de prisão em regime fechado. Além do pagamento de 12 dias-multa. A sessão presidida pela juíza substituta Jessica Evelyn Campos Figueredo Neves ocorreu nesta quinta-feira (19).

De acordo com a denúncia do Ministério Público (MP), dias antes do assassinato, o homem teria estuprado a ex-companheira. Crime pelo qual o júri o absolveu. O fato de a mulher ter registrado o Boletim de Ocorrência em que denunciava o estupro e o término do relacionamento foi o motivo do crime ocorrido em 2019.

Homem atacou a ex-mulher com bastão metálico e a espancou até a morte em Lages, na Serra Catarinense- Foto: Arquivo/Pixabay/Divulgação/NDHomem atacou a ex-mulher com bastão metálico e a espancou até a morte em Lages, na Serra Catarinense- Foto: Arquivo/Pixabay/Divulgação/ND

Término e B.O. seriam motivação para o crime

Devido ao B.O. e a ela resistir em manter o relacionamento amoroso teria se iniciado uma discussão que resultou no assassinato da mulher. O homem a agrediu diversas vezes com um bastão metálico, socos, chutes e por último a esganou.

Após ter matado a ex-companheira, ele escondeu o corpo dela embaixo de um assoalho.

Cabe recurso da decisão judicial ao Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC). Porém foi negado ao homem o direito de recorrer em liberdade do processo que tramita em segredo de justiça.

+

Justiça SC

Loading...