Homem que atropelou e matou menina de 9 anos em Brusque deve ir a júri popular

Depois, ele foi encontrado pela polícia dormindo dentro do carro, após ter passado a tarde em um churrasco, bebendo

O homem que atropelou e matou uma menina de apenas 9 anos em Brusque, em julho, deve ir a júri popular. Ele foi denunciado pelo MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) por homicídio contra a menina e tentativa contra a mãe dela, que ficou ferida no acidente, ambos com a qualificadora de meio que impossibilitou a defesa das vítimas.

O acusado continua preso desde a data do crime, quando foi encontrado, após ter fugido do local do atropelamento, dormindo no carro. Segundo o delegado que conduziu a investigação, Matusalém Júnior de Morais Machado, o homem chegou a um churrasco por volta das 9h e passou o dia bebendo e fumando maconha, quando saiu às 18h e causou o acidente.

Bêbado que atropelou e matou menina de 9 anos em Brusque deve ir a júri popular – Foto: Arquivo pessoal/NDBêbado que atropelou e matou menina de 9 anos em Brusque deve ir a júri popular – Foto: Arquivo pessoal/ND

O crime

Milena Ketlin Ristow, de 9 anos, estava com a mãe quando as duas foram atingidas por um carro modelo Fiat Uno, na rua David Hort, no bairro Cedro Alto, em Brusque, em julho deste ano.

A mãe, de 39 anos, sofreu apenas ferimentos leves, mas a menina não resistiu e morreu no local, quando foi arremessada a 20 metros do local de impacto, sendo atingida em cheio pelo carro, que era conduzido por um homem de 25 anos que apresentava sinais de embriaguez.

O Corpo de Bombeiros chegou a ir ao local do acidente, mas a menina já estava sem sinais vitais. O IGP (Instituto Geral de Perícias) foi até o local do acidente.

‘Não entendo porque sobrevivi e ela não’

Para Alvaci Ristow aquela noite ainda não terminou. As duas voltavam do mercado com o irmão e cunhada de Milena quando o motorista bêbado atropelou mãe e filha, matando Milena. O homem fugiu do local, mas foi encontrado logo depois, dormindo no carro. Ele afirma não lembrar de atropelar Milena e confirmou que bebeu e fumou maconha no dia do acidente.

“A gente estava caminhando na calçada, eu vi a luz do carro vindo, ele ultrapassando, depois disso não vi mais nada. Só senti o impacto, ele me atingiu e eu voei alto e acabei soltando o ombro da minha filha que eu estava segurando”, conta a mãe.

Polícia encontrou maconha dentro de carro de homem que atropelou e matou menina de 9 anos em Brusque – Foto: Polícia Militar/DivulgaçãoPolícia encontrou maconha dentro de carro de homem que atropelou e matou menina de 9 anos em Brusque – Foto: Polícia Militar/Divulgação

Ela completa afirmando que acordou logo em seguida procurando a filha. “Eu só ouvi meu filho gritando, quando olhei para trás vi minha filha caída eu corri até ela e ela já estava morta no chão, ela estava toda machucada. Então ali pra mim acabou, não tem mais o que fazer”, disse a mãe.

Alvaci dá mais detalhes do acidente, Milena morreu segundos depois do impacto, a mãe conta que não ouviu a filha gritar nem chorar. “A gente não ouviu um choro, um grito dela, nada e ele [o motorista] não parou em nenhum momento, porque se ele tivesse parado, acho que a gente teria salvo ela”, disse.

Por fim, a mãe de Milena completou: “ainda não entendo porque eu sobrevivi e ela não. Eu cuidaria dela da forma que fosse, como sempre cuidei, só queria ela viva”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça SC

Loading...