Justiça define se ex-namorado que matou modelo em Blumenau vai a júri popular

Em audiência presencial nesta terça-feira, juiz vai ouvir testemunhas e determinar o andamento do processo

A Justiça decide nesta terça-feira (4) se Neylor Eduardo de Siqueira Dias, acusado por ter matado a facadas a ex-namorada Daiana dos Santos Silva em novembro de 2020, vai a júri popular.

Daiana dos Santos Silva, 27 anos, foi morta a facadas pelo ex-namorado em Blumenau – Foto: Reprodução/InstagramDaiana dos Santos Silva, 27 anos, foi morta a facadas pelo ex-namorado em Blumenau – Foto: Reprodução/Instagram

Chamada de audiência de instrução e julgamento, é o momento do processo onde o juiz ouve testemunhas da defesa e da acusação. De acordo com o que apurou a reportagem do Grupo ND, serão ouvidas 10 testemunhas do Ministério Público e do Assistente de Acusação e outras seis testemunhas da defesa do reú.

Ao final da audiência, o juiz define se o réu vai responder ao Tribunal do Júri ou não, no que é chamado de sentença de pronúncia. Em regra, todos os casos de crimes contra a vida – sejam tentativas ou consumados – são encaminhados para o júri popular.

Relembre o caso

A modelo e cabeleireira Daiana dos Santos Silva foi morta aos 27 anos com golpes de faca pelo ex-namorado Neylor Eduardo de Siqueira Dias na manhã de 26 de novembro de 2020.

Ela foi atacada quando chegava para trabalhar em um salão de beleza, na região central de Blumenau. Na época, as autoridades informaram que ela teria recebido, pelo menos, 11 golpes. Mais tarde, o laudo cadavérico apontou que ela recebeu 18 facadas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça SC