Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Justiça quebra sigilo bancário de sindicato de servidores da Capital

Sintrasem lidera greve dos trabalhadores da Comcap, que já foi considerada ilegal pelo desembargador Júlio César Knoll

Empregados da Comcap estão paralisados, em protesto contra projeto do Executivo que foi aprovado pelos vereadores – Foto: Léo Munhoz/NDEmpregados da Comcap estão paralisados, em protesto contra projeto do Executivo que foi aprovado pelos vereadores – Foto: Léo Munhoz/ND

O desembargador Júlio César Knoll, do TJSC, determinou nesta quarta-feira (27) a quebra do sigilo bancário do Sintrasem (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal) da Capital para identificar a realização de movimentações financeiras que possam ter servido para ocultação de bens.

A decisão foi tomada após constatação de que a ordem judicial para bloqueio das contas da entidade foi frustrada parcialmente pelo sequestro de valores abaixo do solicitado.

“No caso dos autos, existem indícios de que o Sintrasem esteja ocultando patrimônio ou realizando transferências simuladas a bem de ocasionar fraude à execução”, explicou o desembargador.

O despacho tem relação com a greve dos trabalhadores da Comcap, deflagrada em reação ao projeto encaminhado pela Prefeitura de Florianópolis, e aprovado nesta terça-feira (25) pelos vereadores, que revoga privilégios da autarquia. A paralisação foi considerada ilegal em sentença de Knoll.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.