Justiça restringe festas em pousada na Praia do Rosa

Segundo denúncia do Ministério Público, o estabelecimento reúne um grande número de pessoas em espaço impróprio

Uma pousada que mantinha festas aos finais de semana na Praia do Rosa, no Litoral Sul catarinense, foi proibida de continuar realizando eventos devido ao alto número de pessoas no local. A decisão é do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

O Tribunal de Justiça pediu para que o estabelecimento restrinja os eventos a som mecânico ou voz e violão – Foto: Marco Santiago/Arquivo/NDO Tribunal de Justiça pediu para que o estabelecimento restrinja os eventos a som mecânico ou voz e violão – Foto: Marco Santiago/Arquivo/ND

O estabelecimento localizado em Imbituba, é uma pousada bar e possui dois pavimentos, um bar no térreo para o público em geral e quartos para alugar no primeiro piso.

Segundo denúncia do Ministério Público, a pousada reúne um grande número de pessoas em espaço impróprio, o que facilita a aglomeração, o que contraria as medidas de prevenção da Covid-19.

O Tribunal de Justiça pediu que o estabelecimento restrinja os eventos a som mecânico ou voz e violão e respeite o limite máximo de 50 pessoas no ambiente, com distância de 1,5 metro entre as mesas.

A pousada foi notificada pela primeira vez no dia 9 de fevereiro.

+

Justiça SC