Moacir Pereira

Noticias, comentários e análises sobre política, economia, arte e cultura de Santa Catarina com o melhor comentarista politico de Santa Catarina. Fundador do Curso de Jornalismo da UFSC, da Academia Catarinense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, é autor de 53 livros publicados.


Luciano Hang processa deputado Nereu Crispim por difamação e falso testemunho

Deputado gaucho induziu o STF a erro grotesto, segundo os advogados do dono da Havan

O empresário Luciano Hang, da Havan, entrou com ação  de indenização por danos morais contra o deputado federal Nereu Crispim, do PSL do Rio Grande do Sul, por prática de delitos contra sua honra. O processo tramita na Vara Civel da comarca de Brusque.

Luciano Hang entrou na justiça contra deputado – Foto: Diogo de Souza/ND

Os advogados do escritório Leal & Varasquim, de Itajaí, sustentam que o  parlamentar gaúcho induziu o Supremo Tribunal Federal  a grotesco erro, desencadeando operação de busca e apreensão na residência do dono da Havan e investigação criminal no STF, a partir de “afirmação  manifestamente falsa”.

Em 27 páginas, os advogados relatam a origem e os crimes praticados por Nereu Crispim.  Tudo começou com vídeo de Luciano Hang criticando o plenário vazio do Congresso Nacional no segundo dia do inicio dos trabalhos legislativos.

Crispim disparou várias contestações, acusando Luciano Hang de atentar contra as instituições democráticas, além de atribuir-lhe falsamente outras acusações, levadas ao Supremo Tribunal Federal.

Na inicial, o autor requer que não seja designada audiência de conciliação, solicita a requisição ao STF do Inquérito 4781 e pede a condenação de Nereu Crispim ao pagamento de indenização de 250 mil reais por danos morais “em razão do vídeo difamatório e do depoimento falso prestado no Supremo Tribunal Federal.”