Menina de 12 anos abusada por padrasto faz aborto legal em SC

Polícia Civil entrou com pedido de prisão contra o suspeito, mas ainda não teve retorno da justiça

A menina de 12 anos que engravidou após ser abusada desde os 8 anos de idade pelo padrasto realizou o aborto legal nesta semana em Navegantes, no Litoral Norte de Santa Catarina. A informação foi confirmada pelo delegado Rodrigo Coronha, responsável pelo caso.

O suspeito pelo crime foi chamado para prestar depoimento, mas não compareceu. A Polícia Civil entrou com um pedido de prisão preventiva contra o homem, mas até a manhã desta quinta-feira (18) não havia recebido retorno da justiça. O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público.

Gravidez da menina foi descoberta em casa, através de um teste rápido – Foto: Pixabay/NDGravidez da menina foi descoberta em casa, através de um teste rápido – Foto: Pixabay/ND

Foi protocolada ainda uma medida protetiva contra o suspeito, em favor da mãe e da adolescente. A menina e a mãe foram levadas para acolhimento no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), onde foram atendidas por um psicólogo.

Mãe da adolescente era contra o aborto

A gravidez foi descoberta em casa, através de um teste rápido. Com o resultado positivo, a mãe levou a adolescente à UBS (Unidade Básica de Saúde) do bairro São Paulo. A enfermeira que atendeu a menina acionou o Conselho Tutelar da cidade ao confirmar a gravidez.

Após conversar com a equipe, a menina contou que era abusada pelo padrasto desde que tinha 8 anos, ou seja, há pelo menos quatro anos. Além disso, informou que era constantemente ameaçada.

A irmã mais velha da menina contou que a adolescente já teria manifestado a vontade de tirar o bebê. No entanto, a mãe inicialmente foi contra, ao receber um conselho religioso.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Justiça SC