Motorista que atropelou adolescente em Florianópolis alega falha mecânica em Land Rover

Em audiência nesta segunda (12), justiça determinou perícia técnica no veículo; jovem de 15 anos ainda se recupera do acidente que ocorreu no bairro Ingleses, em 1º de janeiro

O motorista Dyego Ferreira Sales, de 34 anos, alega que houve falha mecânica na Land Rover que dirigia quando atropelou Rebeca Minori, de 15 anos, e a família em uma calçada, nos Ingleses, em Florianópolis, no dia 1º de janeiro. A justiça determinou uma perícia técnica no veículo para verificar o suposto defeito.

Em audiência nesta segunda-feira (12), a defesa apresentou um mecânico como testemunha e alega que a série de veículos Land Rover do ano de 2005 tem um problema na suspensão, que teria ocasionado o acidente.

Acidente na rua das Gaivotas, nos Ingleses, que deixou uma adolescente gravemente ferida – Foto: Corpo de Bombeiros Militar/divulgação/NDAcidente na rua das Gaivotas, nos Ingleses, que deixou uma adolescente gravemente ferida – Foto: Corpo de Bombeiros Militar/divulgação/ND

O advogado Wanner Oliveira argumenta que o laudo pericial do acidente, realizado pela Polícia Técnico Científica de Santa Catarina, aponta que a velocidade do carro era de 36,6 km/h e a distância percorrida foi de 32 metros.

“Não consideramos que houve um crime no caso da Rebeca, e sim, um acidente ocasionado por falha mecânica do veículo. As circunstâncias fantasiosas levantadas para tentar fazer o Dyego parecer um motorista inconsequente foram completamente derrubadas pelo laudo pericial”, disse o advogado de defesa.

Além disso, outra testemunha que se apresentou como colega de trabalho do acusado afirmou que nunca o viu ingerir bebida alcóolica. Dyego nega que estava embriagado no momento do acidente, apesar de relatos de testemunhas indicarem que ele deixou um estacionamento em “alta velocidade e cantando pneu”, quando tentou desviar de um carro e perdeu o controle.

Em relação ao cooler térmico com gelo e taças encontrado dentro do veículo, o acusado afirmou que não pertencia a ele. Também disse que não apresentou documentos falsos, versão contrária a da Polícia Civil. Ele responde ao crime de falsidade ideológica.

A defesa de Ferreira Sales solicitou sua transferência para Brasília, onde mora a família. Por enquanto, o motorista permanece preso em Florianópolis.

“Confiante com a condenação”

O advogado de acusação, Tiago Souza, afirma que está bastante confiante na condenação do réu. “Testemunhas viram que há dias ele vinha correndo e bebendo nos ingleses.” O advogado afirma que “está confiante com a condenação”.

Caso não seja comprovado problema no carro, o motorista deve ser condenado pelo atropelamento

“Todas as provas apresentadas, tanto do réu ter falsificado documento e relatos de que ele estava visivelmente embriagado, além do auto de constatação da Polícia Militar, evidenciam que ele cometeu esse crime e tem que ser condenado”, apontou Souza.

Rebeca segue em recuperação

Rebeca Minori, de 15 anos, ainda está se recuperando do acidente mais de três meses depois. Ela passou por sete cirurgias e possui pinos nos ossos dos braços e na bacia, além de ter pedido o baço e o ovário. A jovem ainda não recuperou o movimento de uma das mãos.

Rebeca Sayuri Albuquerque Minori, de 15 anos, ficou em estado grave após o atropelamento – Foto: Arquivo PessoalRebeca Sayuri Albuquerque Minori, de 15 anos, ficou em estado grave após o atropelamento – Foto: Arquivo Pessoal

Segundo o advogado da família, Tiago Souza, a jovem segue tomando medicações para tratar as sequelas, e está sendo cuidada pelos familiares, especialmente pela mãe.

O réu não ofereceu nenhum tipo de auxílio para arcar com os custos do tratamento médico ao qual ela ainda é submetida, conforme Souza. A jovem ficou 39 dias internada e teve ferimentos gravíssimos.

O acidente

Uma família caminhava na calçada no bairro dos Ingleses, em Florianópolis, quando foi surpreendida por uma Land Rover, no dia 1º de 2021.

A filha do casal, Rebeca Minori, de 15 anos, foi atingida em cheio pelo carro junto ao muro de vidro que pertence à estrutura de um prédio residencial. A adolescente ficou presa sob uma das rodas do veículo e teve múltiplas fraturas constatadas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Justiça SC