Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


MPSC adverte município de Florianópolis sobre regularização fundiária

Em documento enviado à prefeitura, 32a Promotoria de Justiça alerta para possível descumprimento do que prevê a legislação federal

Em recomendação enviada à Prefeitura de Florianópolis, a 32ª Promotoria de Justiça da Capital alertou que a lei federal sobre a regularização fundiária urbana não pode ser utilizada no caso de construções clandestinas isoladas, embargadas judicialmente ou administrativamente ou ainda com sentença determinando a demolição.

MPSC fez recomendação à Prefeitura de Florianópolis sobre regras da legislação sobre a regularização fundiária  – Foto: Daniel Queiroz/Arquivo/NDMPSC fez recomendação à Prefeitura de Florianópolis sobre regras da legislação sobre a regularização fundiária  – Foto: Daniel Queiroz/Arquivo/ND

A iniciativa do promotor Paulo Locatelli ocorre depois que, em procedimento administrativo sobre reordenamento urbano no distrito de São João do Rio Vermelho, o MPSC recebeu notícias de procedimentos instaurados pelo município com o objetivo de promover a regularização fora das possibilidades previstas na legislação federal.

Segundo Locatelli, entre os principais objetivos da Reurb estão identificar os núcleos urbanos informais que poderão ser regularizados, organizá-los e assegurar a prestação de serviços públicos aos seus ocupantes, para melhoria das condições urbanísticas e ambientais em relação à situação de ocupação informal anterior.

O MPSC deu prazo de 15 para a prefeitura responder sobre o acatamento ou não da recomendação, a contar a partir da última sexta-feira.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.