Mulher que encontrou perna de barata em rosca de polvilho será indenizada em SC

O estabelecimento, localizado em Brusque, terá que pagar R$ 3 mil à mulher; a panificadora ainda pode recorrer da decisão.

A Justiça de Brusque, no Vale do Itajaí, condenou uma panificadora ao pagamento de indenização por danos morais à uma consumidora que encontrou uma perna de barata dentro de uma rosca de polvilho. O estabelecimento, localizado no bairro Jardim Maluche, terá que pagar R$ 3 mil à mulher.

Mulher que encontrou perna de barata em rosca de polvilho será indenizada em SC. – Foto: Reprodução/InternetMulher que encontrou perna de barata em rosca de polvilho será indenizada em SC. – Foto: Reprodução/Internet

O caso aconteceu em junho do ano passado. De acordo com o processo, a consumidora encontrou a perna da barata após ter ingerido o alimento parcialmente.

A defesa da padaria argumentou que a cliente poderia observar a presença do corpo estranho antes mesmo de abrir a embalagem, por esta ser de coloração bastante clara.

Na decisão, no entanto, o juiz Frederico Andrade Siegel entendeu que a consumidora, ao comprar um alimento, tende a acreditar que ele está apto ao consumo, não sendo necessária uma análise minuciosa do conteúdo para verificar se existe algo que o torne impróprio.

O estabelecimento ainda pode recorrer da decisão. A reportagem do ND+ entrou em contato com a defesa da panificadora, que disse não ter sido notificada da decisão da Justiça e que não vai se pronunciar neste momento.

Acesse e receba notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Justiça SC