Policiais que agrediram homem em Balneário Camboriú são denunciados pelo MPSC

Marcos Aurélio estava indo trabalhar na Marina, quando foi agredido por policiais no início de julho

Foi apresentada denúncia do MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) contra os dois policiais militares que teriam agredido um homem que chegava para trabalhar em uma marina em Balneário Camboriú.

Nas câmeras, policias são filmados agredindo o marinheiro enquanto ele não oferecia resistência, com as mãos na cabeça – Foto: NDTV

A denúncia do caso ocorrido no dia 3 de julho foi oferecida nesta segunda-feira (31). O fato foi gravado por câmeras de segurança.

Os crimes apontados pelo MPSC são de lesão corporal e falso testemunho, previstos no Código Penal Militar, além de violência arbitrária, que é previsto no Código Penal.

A denúncia foi apresentada pelo Promotor de Justiça Raul Rogério Rabello, titular da 5ª Promotoria de Justiça da Comarca da Capital, mas ainda não foi recebida pelo Poder Judiciário. Somente quando isso ocorrer os denunciados tornam-se réus.

Relembre o caso

Segundo o MP, durante uma ronda os policiais abordaram o veículo da vítima apontando armas de fogo e o agredindo, ainda que o mesmo não tivesse resistido à abordagem.

Em vídeo, o marinheiro, chamado Marcos Aurélio Vieira, 28, chega ao Iate Clube de carro, com a viatura da polícia chegando logo em seguida, perguntando sobre uma suposta arma.

Mesmo com as mãos na cabeça, o marinheiro levou um soco, que o derrubou, além de chutes quando já se encontrava no chão.

Na abordagem, nenhuma arma foi encontrada. Em nota a PM afirmou que foi instaurado inquérito e que os dois oficiais foram afastados por 30 dias.

Confira em vídeo:

+

Justiça SC