Praia do Rosa deve ter bebidas proibidas e ação ostensiva da PM após aglomeração

Reunião entre prefeitura de Imbituba e Ministério Público determinou que, caso a região permaneça na matriz de risco potencial grave para Covid-19, medidas serão enrijecidas

Após os recentes casos de aglomeração na praia do Rosa, o município de Imbituba, no Sul de Santa Catarina, irá editar um novo decreto com regras mais rígidas em relação ao acesso às praias, caso a região permaneça na matriz de risco potencial grave para Covid-19 – o que ocorreu nesta quinta-feira (22).

Várias pessoas se aglomeraram na praia do Rosa no último feriadoAglomerações foram registradas na praia do Rosa durante o último feriado – Foto: Divulgação

A determinação ocorreu durante reunião realizada pela 1ª Promotoria de Justiça da cidade, nessa segunda-feira (19). Caso seja editado, o novo decreto entrará em vigência a partir do dia 27 de outubro.

De acordo com a promotora de Justiça, Sandra Goulart Giesta da Silva, as medidas a serem adotadas foram necessárias pela ocorrência, apesar dos “esforços já empreendidos pelo poder público municipal, de grande aglomeração de pessoas no último feriado” – em 12 de outubro, Dia de Nossa Senhora Aparecida -, que ocorreu principalmente na Praia do Rosa.

Na reunião, os representantes do Poder Executivo municipal se comprometeram a adotar as seguintes medidas:

  • proibição de pessoas acessarem a faixa de areia portando caixas de isopor, coolers com bebidas, cadeiras de praia, guarda-sóis ou caixas de som;
  • fluxo de automóveis controlado pela Polícia Militar e agentes de trânsito na rua de acesso às praias do Rosa Norte e Rosa Sul;
  • não conceder alvarás para ambulantes e suspender os já concedidos, proibindo a venda de qualquer bebida na faixa de areia ou nas ruas do Centrinho do Rosa;
  • proibir a venda de bebida alcoólica nas lojas de conveniência, após a meia-noite, como já ocorre com os estabelecimentos comerciais, que são proibidos de entregar bebidas no balcão após esse horário.

Além disso, as autoridades do Executivo municipal se comprometeram a fazer uma fiscalização prévia, proibindo que vendedores ambulantes instalem barracas para a venda de produtos alimentícios ou bebidas na faixa de areia.

Será reforçado também o número de fiscais do município, para atender o aumento da demanda no feriado de 2 de novembro.

O MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) também já solicitou ao comando da Polícia Militar, por meio de ofício, que sejam tomadas as medidas necessárias para reforçar o número de policiais em Imbituba no feriado que se aproxima. O objetivo é evitar o descumprimento das medidas sanitárias de distanciamento impostas nos decretos estaduais e municipal.

Participaram da reunião, organizada pela promotora de Justiça Sandra Goulart Giesta da Silva, o prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior, o procurador-geral do município, Leandro de Souza Ribeiro, o secretário de turismo, Giovane Pereira, e o procurador do município Luiz Henrique Genovez.

+

Justiça SC

Loading...