Prefeitura do Sul de SC é multada em R$ 100 mil por “gato” na energia

Informação foi anunciada em um vídeo publicado pelo atual prefeito de Balneário Arroio da Silva em sua rede social; segundo ele, a prática foi realizada pela antiga administração

A Prefeitura de Balneário Arroio da Silva, município localizado no Sul de Santa Catarina, foi notificada e multada pela Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) em mais de R$ 100 mil por furto de energia elétrica, prática  popularmente conhecida como “gato” de energia.

A informação foi anunciada pelo atual prefeito da cidade, Evandro Scaini (PSL), em um vídeo publicado em sua rede social. Segundo ele, a prática era realizada pela antiga administração do município. “Hoje eu estou passando por um momento constrangedor”, disse o prefeito.

Prefeito de Arroio da Silva mostra notificações e multas da CelescEvandro Scaini, prefeito de Arroio da Silva, mostra notificação da Celesc – Foto: Reprodução/Facebook

“São mais de uma dezena de notificações de ligações feitas de maneira irregular, mais de R$ 100 mil em multa. Eu fico muito triste”, continua Evandro Scaini.

Na sequência, o prefeito informa que os crimes foram cometidos pelo antigo prefeito do município. “Isso aqui foi feito pela administração anterior, inclusive com a assinatura deles”, afirma.

Confira o vídeo:

Celesc emitiu nota sobre o caso

Procurada pela reportagem do ND+ a respeito do tema, a Celesc informou que os desvios foram feitos em ligações de iluminação pública, como refletores de praças. Os valores exatos das multas não foram revelados.

Veja o que diz a nota da Celesc:

“A Celesc esclarece que a notificação destinada à Prefeitura de Arroio do Silva foi em decorrência de irregularidades nas ligações elétricas de refletores de praças, rótulas e pontos da beira-mar.

As fiscalizações da Celesc ocorreram em fevereiro, março e maio de 2020, quando foram aplicadas as primeiras autuações de irregularidades. Até o momento, não foi apresentado à Celesc recurso administrativo por parte da Prefeitura e comprovação do pagamento da multa. A Celesc não repassa valores de dívidas ou pendências de clientes, nem de pessoa física ou jurídica.”

+

Justiça SC