Seis anos após início das obras, governo oficializa criação de novo presídio em Joinville

Novela da construção do presídio começou em 2014, com o lançamento da licitação e, até agora, a obra não foi finalizada

Compartilhar

A história da construção do Presídio Feminino de Joinville, no Norte de Santa Catarina, teve mais um capítulo nesta terça-feira (25). Quase seis anos após a entrega da ordem de serviço, em julho de 2015, a SAP (Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa) oficializou a criação da unidade prisional.

Presídio feminino deve ser ativado em junho e obra está em fase de finalização – Foto: Divulgação

A portaria foi publicada no DOE (Diário Oficial do Estado) e, além do presídio feminino, oficializa também a criação da Penitenciária Masculina de Tubarão, no Sul do Estado.

De acordo com a assessoria da SAP, a obra já está em fase de finalização, com execução da instalação elétrica e outros cabeamentos. O último prazo repassado pela secretaria era de que a construção seria finalizada até o dia 30 de junho. A previsão inicial era de apenas um ano de obras.

No entanto, seis anos se passaram e, além do atraso, o valor multiplicou. O valor original era de R$ 14,1 milhões e, durante os anos, foram adicionados R$ 4,8 milhões em aditamentos e reajustes.

A portaria desta terça-feira, explica a assessoria, faz parte da parte burocrática exigida para ativação da unidade, que deve atender mais de 280 apenadas.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.