Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


TRF4 mantém decisão sobre terminal desativado de Florianópolis

Desembargadora federal considerou que população indígena é mais vulnerável diante da pandemia

Terminal desativado do Saco dos Limões, em Florianópolis – Foto: Marco Santiago/Arquivo/NDTerminal desativado do Saco dos Limões, em Florianópolis – Foto: Marco Santiago/Arquivo/ND

A desembargadora Marga Inge Barth Tessler, do TRF4, negou o pedido de reconsideração do MPF (Ministério Público Federal) e manteve suspensa a sentença da 6ª Vara Federal de Florianópolis que determinava adequações no terminal do Saco dos Limões para receber indígenas no verão.

Na decisão, a magistrada citou a pandemia e considerou “a população indígena mais vulnerável com altos riscos, não sendo prudente incentivar a viagem ou permanência de indígenas em Florianópolis”. Marga Tessler afirmou ainda que “a situação é excepcional frente à possibilidade de contaminação de toda uma população” e exigência “prudência e cautela”.

Na tentativa de reverter a decisão, o MPF argumentou tratamento diferenciado e discriminatório em relação aos indígenas durante a pandemia.

No pedido, registrou que não há proibição do funcionamento de atividades comerciais ou mesmo de lazer e que “o processo de mobilidade aldeia-cidade dos indígenas para a venda de artesanato e outros fins insere-se dentro da cultura e tradição desses povos”.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.