Fabio Gadotti

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens de Florianópolis e região.


Ativista presa pela Polícia Federal reafirma catarinense na equipe de defesa

Ativista e youtuber Sara Winter – Foto: Reprodução/YoutubeAtivista e youtuber Sara Winter – Foto: Reprodução/Youtube

A ativista Sara Winter assinou nesta terça-feira (16) uma declaração reconfirmando o criminalista catarinense Claudio Gastão da Rosa Filho e os advogados Bertoni Barboza de Olveira e Renata Tavares, do DF, na linha de frente da sua defesa.

Segundo o documento, somente eles estão autorizados a requerer qualquer medida judicial em seu nome. Ela relata que os habeas corpus impetrados por profissionais não autorizados estão prejudicando sua defesa, “motivo pelo qual requeiro que todos esses habeas sejam arquivados sem julgamento”.

Gastão reforçou que pessoas que não tiveram o menor contato com Sara entraram no caso sem a sua anuência. “Não sei se por motivo altruístico, porque são simpáticos e solidários a ela, ou se querem 15 minutos de fama. O fato é que isso vinha prejudicando extremamente a defesa da Sara, porque daqui a pouco um desses habeas poderia ser julgado e denegada a liminar”, alertou.

04 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • CELSO ARRUDA SALOME
    CELSO ARRUDA SALOME
    Absurda esta prisão. Judiciário aparelhado, tentando derrubar o MITO.
  • O CORCUNDO
    O CORCUNDO
    Ativista? Só se for da Baderna e Desordem. Essa Pobrinha Feiosa aí é só mais uma bravateira fanatizada e violenta das fileiras do BoçalNAZI. Vai se arrepender amargamente por ter a língua grande.
  • Janio Pessoa
    Janio Pessoa
    Ele cobra honorários caríssimos. Quem está financiando a defesa dessa ativista? Ah vão plantar batatas.
    • Graciliano Nei Kuci
      Graciliano Nei Kuci
      Vamos aproveitar pra saber quem está pagando o advogado caro dela. Gastão e um dos maiores e mais competentes criminalistas do Brasil, e, não custa barato.

+ Fabio Gadotti