Homem que jogou álcool na esposa e no filho senta no banco dos réus em Joinville

O júri tem um grande desafio. Senta no banco dos réus o pai que jogou álcool no filho de apenas dois meses e na esposa. O homem não aceitava o fim do relacionamento. O Ministério Público acredita em tentativa de homicídio, enquanto a mulher defende o companheiro.