Poder Judiciário de SC planeja retorno gradual do atendimento presencial

Atendimentos só poderão ocorrer a partir de 18 de maio e data ainda depende de definições a serem tomadas pelo CNJ

O Poder Judiciário de Santa Catarina já se prepara para o retorno gradual do atendimento presencial, de acordo com o desembargador Ricardo Roesler. A informação foi passada aos integrantes da Comissão Interinstitucional em reunião na tarde desta segunda-feira (27).

Poder Judiciário catarinense se prepara para retorno gradual de antedimento presencial – Foto: Divulgacão/Paulo Alceu/NDPoder Judiciário catarinense se prepara para retorno gradual de antedimento presencial – Foto: Divulgacão/Paulo Alceu/ND

Os atendimentos presenciais só poderão ocorrer a partir do dia 18 de maio. A data, no entanto, ainda depende de definições a serem tomadas pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

Roesler salientou, ainda, que aguarda o resultado de levantamento para identificar os magistrados e servidores que estão nos grupos de alto, médio ou sem risco. O estudo foi iniciado na semana passada.

Leia também:

A partir do levantamento, será possível definir quem retorna ao trabalho nas dependências físicas, e quem deve permanecer por mais tempo em regime de home office.

Desse modo, também será colocado em prática um protocolo de segurança para não expor magistrados e servidores a situações de risco.

A Comissão Interinstitucional é formada por integrantes do TJSC (Tribunal de Justiça de Santa Catarina), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Ministério Público de Santa Catarina, PGE (Procuradoria-Geral do Estado) e Defensoria Pública do Estado.

+

Justiça

Loading...