Autora ensina mulheres a escreverem sobre si mesmas

Adriana Kortlandt lança “Fios da Memória – Um Guia para Escrever de Si" na Feira do Livro

Fabrício Porto/ND

Internacional. Adriana lançará o livro em Nova York

“Se você não tem o costume de escrever, prepare-se! Há inimigos a combater. Começar é um deles.” Com essa provocação, a terapeuta corporal Helena Silveira e a psicóloga Adriana Kortlandt conduzem a narrativa do livro “Fios da Memória – Um Guia para Escrever de Si”, que será lançado hoje às 16h30 durante a 9ª Feira do Livro de Joinville. Criado a partir de vivências que tiveram atendendo mulheres, elas perceberam que havia necessidade de ajudá-las a se autodocumentar, escrevendo sobre si mesmas. “Nos últimos 50 anos, as mulheres se tornaram um mosaico. Cuidam da casa, trabalham fora e ficam se questionando sobre a carga que carregam e quem são elas”, afirma Adriana.

Adriana anota, há quase 30 anos, o que fez no dia-a-dia e também o que sonhou. Segundo ela, é importante se analisar, ver que a vida é feita de ciclos e fazer um mergulho na própria história. Com sua experiência pessoal e com o que ouvia no consultório, surgiu a ideia, ao lado de Helena (sua amiga de anos e que trabalha com grupos de mulheres)de criar o livro com um encarte, chamado de “Palavras-guia”. “O discurso das mulheres era quase sempre o mesmo, da busca por um balanço da vida. Então tentamos mostrar a elas que se escrevessem suas vivências, perceberiam que são as protagonistas de suas vidas, não apenas coadjuvantes”, afirma.

O livro é um estímulo para as mulheres buscarem inspiração para escrever de forma organizada. “A lista de palavras do guia e algumas sugestões de como produzir vão ser o fio condutor para esquentar a história, são formas de criar mecanismos para adquirir o hábito. Não é para ninguém virar escritor, mas o que for escrito será uma ferramenta de autoconhecimento”, afirma.

Outra dica de Adriana é escrever sempre que possível, com disciplina, evitando autosabotamento ou se reler com espírito crítico. Segundo ela, as mulheres precisam escrever com suavidade, com doçura com si mesma, sem precisar ter um texto genial.

Adriana Kortlandt também vai lançar nesta tarde e autografar “Almagesto – Contos Anímicos”, que está em sua 2ª edição. Além de passar por feiras por todo o Brasil, em junho deste ano ela também lançará a versão em inglês da obra, na Feira do Livro de Nova York, a Book Expo America. O trabalho também está ganhando versões em alemão, francês e espanhol. Adriana e outros 11 escritores brasileiros que tiveram livros publicados pela Editora Thesaurus estarão neste evento que é a maior feira de livro do mundo. As duas obras estão à venda no estande da Midas montado no Edmundo Doubrawa. A Feira do Livro ocorre até domingo, diariamente, das 9h às 21h. A entrada é de graça.

Hoje é o Dia Nacional do Livro Infantil

Enquanto ocorre a 9ª Feira do Livro em Joinville, hoje todo o país comemora o Dia Nacional do Livro Infantil. As pequenas Giovanna França de Souza, 10 anos, e Yasmin Isadora da Maia, 11 anos, aproveitaram a manhã de ontem para aumentar o acervo de livros que têm em casa. Adeptadas da leitura, revelam que chegam a ler dois livros por semana. A realidade destas duas joinvilenses é diferente da pesquisa divulgada no mês passado, que aponta que a média de leitura do brasileiro é de quatro livros por ano, sendo apenas 2,1 livros até o fim

Giovana, que adora obras de poesia, acabou comprando livros para o irmão, inclusive o que fala sobre o Corinthias, time que os dois torcem. Yasmin, que prefere livros de aventura, suspense ou que envolvam animais, também aproveitou para ir às compras. Quando chegou a sua vez de participar de uma atividade lúdica no Espaço Sesc, Yasmin passou a vez para terminar de ler um livro que tinha emprestado de uma amiga durante a feira. “Estava interessante e, como era pequeno, quis terminar de ler”, revela.

A data de hoje celebra o Dia Nacional da Literatura Infantil em homenagem à Monteiro Lobato que nasceu neste dia. Ele criou aventuras com figuras bem brasileiras, recuperou os costumes e lendas do folclore nacional. 

Acesse e receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Literatura