L. L. Alves lança sábado o primeiro livro da saga “Instituição para Jovens Prodígios”

Estudante de letras de 21 anos inspirou-se em Harry Potter para criar livro de fantasia. A irmã gêmea assina a ilustração da capa

Janine Turco / ND

Irmãs gêmeas também sempre foram estudantes prodígio

No primeiro livro da saga “Instituição para Jovens Prodígios: A Seleção” (Editora Biblioteca 24), a protagonista da trama, Lara Müller, é admitida numa instituição de ensino para superdotados e jovens prodígios. No frio cinzento de Sheffield, na Inglaterra, a garota vivencia acontecimentos bizarros, que colocam em cheque sua sanidade mental e até que ponto a escola é o que parecer ser. A obra de fantasia foi escrita pela catarinense L. L. Alves, e qualquer semelhança com sua história pessoal ou com as aventuras do bruxo Harry Potter não são mera coincidência. O livro será lançado oficialmente na Capital, na Feira Catarinense do Livro, com sessões de autógrafos dia 11 de maio.

L. L. Alves é a abreviação de Luene Langhammer Alves, 21, mas também pode ser de Laila Langhammer Alves, irmã gêmea de Luene que assina a ilustração da capa. Duas irmãs prodígio, elas enfrentaram dificuldades até mesmo financeiras para realizar o sonho de Luene: tornar-se uma escritora.

“A Seleção” é o primeiro da série. Os outros três livros já estão prontos e estão em fase de revisão. Falta apenas o aval de uma editora. Para o livro um da saga, Luene teve o respaldo da editora Biblioteca 24 Horas. “No ano passado fiz contato com algumas editoras, algumas nem responderam”, lembra a autora. Para esta edição, ela contou com ajuda da família e dos amigos, e os pais inclusive fizeram empréstimo para bancar a edição.

“Eu tive a ideia em 2010, por meio de um sonho”, conta. O sonho não tem a ver com a história, pelo menos em parte. “Sonhei que estava numa instituição como a do livro, e que não podia sair. Acordei e pensei que poderia render. Fiquei um ano trabalhando na história, pensado em personagens, no enredo, pontos mais importantes.”

E o enredo é bem amarrado, inclusive com doses de ação, aventura e suspense. “Quando Lara começa a ter aulas, inesperadamente um pombo aparece na janela de seu dormitório e fala com ela por meio de uma comunicação mental”, adianta Luene. “Ela não entende e depara-se com declarações misteriosas do pombo, do tipo que ela é uma das escolhidas.”

Reprodução / ND

Ilustração da capa foi inspirada em uma das cenas da história

Irmãs Prodígio

Luene e Laila são típicas irmãs gêmeas que estão sempre conectadas uma com a outra. Elas nas nasceram em Florianópolis, mas ainda crianças mudaram-se com a família para Itajaí. O pai pescador passava muito tempo no litoral norte paulista, porque não ganhava o suficiente para fazer bate-voltas. Foi quando a família decidiu ir para Ubatuba, para manter-se unida. Foram dez anos morando por lá, onde a mãe trabalhava como professora das séries iniciais.

Na realidade da pequena cidade de Ubatuba, as duas catarinenses eram estudantes prodígio – coincidência pouca é bobagem com a trama da história. “O ensino lá era realmente diferente”, comenta Laila, sobre as realidades distintas das escolas daqui e de lá. “A gente sempre se esforçou. Tanto que na formatura do ensino médio fomos homenageadas pelos professores”, lembra a ilustradora.

Laila voltou para Florianópolis em 2009, ano em que conheceu o namorado e veio prestar vestibular. No final do mesmo ano Luene também voltou. Atualmente Laila estuda design na UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), e teve a ideia da ilustração para a capa do livro da irmã a partir de uma das cenas. “Tem o desenho de um urso e uma cobra, e predominam as cores verde e azul escuro. Tem a ver com o contexto do lugar, as colinas e o verde intenso”, explica. “Foi uma experimentação, nunca tinha feito antes.”

Luene termina a graduação em Letras na UFSC no final deste ano, e conta que conheceu a história de Harry Potter aos 11 anos, quando assistiu a um dos filmes da série. “Depois descobri o livro, e fui lendo mais. Eram muito caros para comprar. Então tive a ideia: quero ser como ela!”. E “Instituição para Jovens Prodígios: A Seleção” não é sua primeira obra. Aos 13 anos escreveu o primeiro romance. Depois desse ainda tiveram outros três, que não foram publicados. Ainda.

“Instituição para Jovens Prodígios: A Seleção” (2013). De: L. L. Costa. Editora: Biblioteca 24 Horas. 312 págs. R$ 50 (no dia do lançamento. Na página da editora: R$ 60).

Serviço

O quê: Lançamento do livro “Instituição para Jovens Prodígios: A Seleção”, de L. L. Alves
Quando: Sábado, domingo e 11/5, 15h às 16h
Onde: 6ª Feira Catarinense do Livro, Largo da Alfândega, Centro, Florianópolis
Quanto: Gratuito

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Literatura

Loading...