Cacau Menezes

cacau.menezes@ndtv.com.br Apaixonado pela sua cidade, por Santa Catarina, pelo seu país e pela sua profissão. São 45 anos, sete dias por semana, 24 horas por dia dedicados ao jornalismo


Liberte-se da exaustiva prática da comparação, tendência comum e emocionalmente nociva

O livro O mito da perfeição sinaliza uma rota promissora para quem deseja romper com hábitos que impedem o ser humano de despertar seu potencial e de gostar de si.

Autora mostra com coragem suas drama com o excesso de vaidade das redes sociais, onde tido mundo é bonito e feliz. – Foto: DivulgaçãoAutora mostra com coragem suas drama com o excesso de vaidade das redes sociais, onde tido mundo é bonito e feliz. – Foto: Divulgação

“O mito da perfeição”, livro da hora  escrito por Richella Parham, ajuda o leitor a enfrentar a tendência de comparar-se negativamente e de hipervalorizar as qualidades dos demais. A constante tentativa de se ajustar a padrões de beleza e status inalcançáveis faz com que muitas pessoas caiam em uma armadilha: a comparação negativa e deprimente. Em O mito da perfeição, Richella Parham, escritora, palestrante e podcaster nos EUA, oferece subsídios para quem deseja superar essa tendência tão comum e emocionalmente nociva.

O mito da perfeição, lançamento da Editora Mundo Cristão, chama a atenção do leitor para atitudes que roubam a alegria, entre elas a da constante hipervalorização das qualidades alheias, comportamento pelo qual tende-se a superdimensionar aspectos positivos dos outros — e que, não raras vezes, é potencializado pelas redes sociais. Com esse objetivo, Richella Parham compartilha sua história de superação ao vencer traumas e inseguranças causados por uma doença genética que deixou marcas em seu corpo. “Comecei a estudar mais a fundo do que nunca a questão das comparações, na esperança de que, caso conseguisse entendê-la, eu seria capaz de desmantelá-la e descarregá-la. Estudei, orei e fiz perguntas, questionando por que eu — e muitas de minhas amigas — demonstramos tamanha propensão às comparações”.

Com um relato vívido, Richella mostra a via que empreendeu para enxergar sua singularidade e sentir-se realmente plena. Sem recorrer a jargões piegas ou a uma abordagem motivacional impraticável, ela evidencia que seu percurso foi árduo, tomou tempo e não descartou a importância da terapia. Ainda assim, seu esforço valeu a pena e lhe trouxe bem-estar e contentamento. Entre diversos assuntos, a autora também traz orientações para que o leitor faça as pazes com o passado, lide corretamente com os erros e avance para um novo estilo de vida.

O livro O mito da perfeição sinaliza uma rota promissora para quem deseja romper com hábitos que impedem o ser humano de despertar seu potencial e de gostar de si. Recurso para o desenvolvimento emocional e espiritual, foi escrito a partir de uma perspectiva cristã, alicerçado em princípios milenares das Escrituras, para auxiliar o leitor a reajusta

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...