Retratos da leitura no Brasil: em média, cada brasileiro lê só de três a quatro livros por ano

11ª Feira do livro de Joinville abre no início da tarde desta sexta com três momentos importantes. Logo após cerimonial, curadora do evento, Maria Antonieta da Cunha, dará palestra onde discorre sobre os hábitos dos brasileiros

A partir desta sexta (4) ao dia 13 de abril, Joinville respira literatura durante a 11ª Feira do Livro. Três momentos importantes movimentam o primeiro dia. A escritora mineira Maria Antonieta da Cunha vai abordar “Retratos da leitura no Brasil” em uma palestra concorrida no Teatro Juarez Machado, às 14h30. Depois, tem a premiação dos “Leitores de Joinville” e dos “Contadores e Leitores de Histórias”, no palco da feira, às 15h30. A noite encerra com uma aula de poesias proferida pela jornalista e escritora Elisa Lucinda. Referência no país é fundadora da Casa Poema, no Rio de Janeiro.

Rogério Souza Jr./ND

Na tarde desta quinta, os expositores se apressavam em preparar os estandes para receber o público a partir do início da tarde desta sexta

Todo o complexo Centreventos Cau Hansen, incluindo o Expocentro Edmundo Doubrawa, o Teatro Juarez Machado e Espaço Alfredo Salfer deverão receber 150 mil visitantes durante nos dez dias. “Para esta sexta temos 35 ônibus de escolas agendados para visitar o evento”, conta a organizadora Sueli Brandão. Além da literatura, haverá teatro, cinema, histórias, palestras, oficinas, lançamento e comercialização de livros. “A feira surge como momento de culminância, um agente mais eficaz de promoção da leitura”, salienta a curadora Maria Antonieta de Barros.

E é dela, escritora mineira e profunda conhecedora do assunto a abordagem sobre “Retratos da leitura no Brasil”. Na última pesquisa feita pelo Instituto Pró-Livro, em 2011, há uma diminuição da leitura no Brasil. Consta de que 45% dos brasileiros leem um exemplar a cada três meses. Na média anual, com a inclusão dos didáticos, são quatro. Na França, na última avaliação, a discussão abrange o fato do número de livros lidos ter reduzido de 16 para 15. São dez livros a mais por pessoa em um ano.

Com relação à faixa etária de leitores a constatação é: quem lê mais está na escola, não é um hábito cultural. “A escola, em qualquer nível, puxa a leitura. Pra o bem e para o mal”, diz a escritora – também curadora da 11ª edição Feira do Livro. A pesquisa feita por amostragem atingiu 95% dos brasileiros com idade entre cinco e 70 anos. Maioria deles recordou qual o livro lido no último trimestre. Também não há autores vivos na memória, nem brasileiros e nem estrangeiros. A Bíblia é lembrada em primeiro lugar, mas corresponde apenas a 2%. Depois aparece o Monteiro Lobato com a exploração da literatura infantil. “A verdade é que nos critérios usado pela pesquisa o brasileiro lê pouco”, constata a curadora.

Na avaliação dela é preciso entender a leitura como fundamental para o cidadão, para a sociedade, para as empresas. “Temos de unir todas as forças e contar com a União, o Estado, o Município e iniciativa privada. Um operário melhora a qualidade do trabalho se ele tiver um nível melhor de leitura”. Com relação ao crescimento do mercado editorial brasileiro a escritora diz que o hábito está mais ligado a aquisição de livros do que à leitura.

Feira do livro com prêmios

O diferencial desta edição foi o lançamento dos prêmios “Leitores de Joinville” e dos “Contadores e Leitores de Histórias”. Depois de passarem por uma rigorosa seleção os vencedores terão as honrarias nesta sexta (4). Embora

“Contadores e Leitores de Histórias” tenha sido apenas para Joinville, inscrições chegaram dos municípios de Florianópolis, Joaçaba e Criciúma. “Foi uma surpresa e isso nos leva decidir que o no próximo ano terá dimensão estadual”, revela Sueli Brandão. A organização indicou autores e os jovens desenvolveram uma história. Agora, os premiados, irão contá-la frente aos autores Leo Cunha, Ricardo Azevedo e Pedro Bandeira; será durante a programação

O premio “Leitores de Joinville” teve 270 inscritos e foi dividido em três categorias: séries iniciais e finais do ensino fundamental e ensino médio. Na primeira os alunos tinham de escrever um texto sobre “tema “Eu e os Livros”. Na categoria ensino fundamental a produzir era uma dissertação “O Livro da Minha Vida”. No ensino médio a dissertação tinha de estar baseada nos autores que participam da Feira do Livro.

Vencedores do prêmio Contadores e Leitores de Histórias

Ariana dos Santos

Alysson de Souza

Elaine Oliveira

Fabricia da Luz

Isadora da Silva

Jaqueline Gonçalves

Kátia Vallelazzareschi

Rafaella Narciso

Rebeca Montes

 

Vencedores do prêmio Leitores de Joinville

Séries iniciais

Felipe dos Santos Bergemann, da Escola Municipal Germano Lenschorw

Lucas Gabriel, do Colégio Machado de Assis

Samara dos Santos, do Caic Desembargador Francisco de Oliveira

Séries finais

Vitor Ferreira, da Escola Municipal Doutor Sadalla Amin Ghanem

Eduarda Fernandes, do Colégio Machado de Assis

 Fernanda Paulichen, da Escola Municipal Dr. José Antônio Navarro Lins

Vencedora ensino médio

Barbara Helena Hostim Moreira, do Colégio Santo Antônio

Programação Feira do Livro de Joinville

Sexta (4)

13h30 – abertura da feira

14h – homenagem ao patrono senador Luiz Henrique da Silveira, palco da feira

14h – apresentação do programa Dançando na Escola, palco da feira

14h30 – palestra “Retratos da leitura no Brasil”, com a escritora Maria Antonieta da Cunha, no Teatro Juarez Machado

14h30 – lançamento do livro “Blue e os gatos”, de Paulo Kielwagen, no palco da feira

14h30 – 15h – 15h30 sessão de cinema Curtas Sesc, na sala de cinema

15h – maratona de Contos Sesc, “O Flautista de Hamelim”; no espaço imaginação

15h30 – entrega do prêmio “Leitores de Joinville” e “Contadores e Leitores de Histórias”, no palco da feira

16h – lançamento do livro “Estrada de Ferro”, de Leone Cimandi, no estande da Giostri

19h – cerimonial de abertura

19h30, aula show sobre “Utilidade da poesia”, com a carioca Elisa Lucinda, no palco a feira

21h – encerramento

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Literatura

Loading...