Marcos Cardoso

A sociedade da Grande Florianópolis, os eventos culturais e as tradições da região analisadas pelo experiente jornalista Marcos Cardoso.


Roberto Lacerda Westrupp lança livro em memória do avô, o ex-governador Jorge Lacerda

Evento no Museu Cruz Sousa marcou a abertura da exposição sobre o médico, jornalista e advogado que chefiou o executivo catarinense de 1956 a 1958

Da esq. para dir.: atrás, os filhos da falecida Irene Lacerda, Aderbal (Tico) e Jorge Lacerda da Rosa, com a mulher, Márcia Dutra; à frente, Andréa Amante Westrupp e Roberto Lacerda Westrupp com a filha Isabela, Zoê Lacerda Westrupp e Antônio Westrupp com a neta Helena, Cristina Lacerda Prazeres mais a neta Júlia, o filho Rafael, o neto Jorge e a nora Carolina Barato Prazeres. Irene, Zoê e Cristina são as filhas do ex-governador Jorge Lacerda – Foto: Marcos Cardoso/ND

Bastante prestigiada a abertura da exposição “Jorge Lacerda, uma Visão para o Futuro”, nesta quarta-feira (11), no Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa.

A mostra reúne objetos pessoais, painéis, livros e conteúdo audiovisual do acervo da família do ex-governador (1956-1958), que também era médico, jornalista e advogado.

Na ocasião, foi lançado o livro ilustrado “Memórias de Jorge Lacerda, uma Época de Ouro na Política Catarinense”.

A exposição, em cartaz até 11 de março de 2020, e a publicação foram coordenadas por Roberto Lacerda Westrupp, neto do ex-governador, que falou sobre a pesquisa iniciada há 22 anos, a partir dos encontros semanais dos primos na casa da avó, a saudosa Kyrana Atherino Lacerda.

Estiveram presentes no evento vários representantes da comunidade grega, da qual Kyrana e Jorge descendiam.

Também foram expostos trajes, carro e objetos de época, que não pertenciam ao casal Lacerda, para remeter à atmosfera da década de 1950, em especial o caminhão autoescada Magirus-Doutz, importado pelo governo para servir o Corpo de Bombeiros da Capital após o incêndio que destruiu o antigo prédio da Assembleia Legislativa, em 1956. O veículo foi doado em 1985 ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Joinville, que o mantém operando.

Foi uma noite dedicada à memória, à história e à cultura, que teve ampla abertura no governo Lacerda, grande incentivador das artes.

A homenagem abriu o ciclo de mostras sobre os ex-governadores de Santa Catarina, promovido pelo Museu. Na segunda quinzena de março, será a vez de Antônio Carlos Konder Reis. A entrada é gratuita.

Veja abaixo a galeria de fotos.