Mundo Maria

Entretenimento, lifestyle, arte e tudo que move o mundo dos influenciadores nas redes sociais.


Beach tennis, o esporte que virou febre em Floripa

Prática está fazendo o maior sucesso nas praias da Capital e virou o hobby de muita gente

Hoje, com esse lindo dia de sol, vou falar sobre o beach tennis, de onde veio e do que é necessário para praticá-lo.

Fiz uma entrevista muito bacana com o Felipe Bresola de Alencastro, um dos primeiros professores de beach tennis aqui em Floripa, atleta profissional do esporte desde 2013.

Durante o nosso bate-papo, ele me contou diversas curiosidades e me explicou, tim tim por tim tim, a origem da prática.

Felipe pratica beach tennis desde 2012. Foto: Maria Alice / DivulgaçãoFelipe pratica beach tennis desde 2012. Foto: Maria Alice / Divulgação

O esporte nasceu na Itália e, no Brasil, chegou primeiro ao Rio de Janeiro. Não demorou muito para aterrissar em Florianópolis, no ano de 2010. Embora muita gente confunda com o frescobol, são coisas totalmente diferentes.

Segundo Felipe, o beach tennis é muito fácil de se jogar e abraça pessoas de gêneros e idades diferentes. É tão democrático, que mulheres, crianças, idosos, pais, mães, filhos e avós jogam juntos.

Ele joga individualmente… Foto: Maria Alice / DivulgaçãoEle joga individualmente… Foto: Maria Alice / Divulgação

O objetivo principal do BT é a basicamente passar a bolinha para o outro lado da quadra por cima de uma rede. Pode ser jogado individualmente ou em dupla (o que é mais comum).

Os acessórios utilizados são apenas uma raquete e bolinhas. Também é necessário estar em uma quadra de areia.

– Foto: Praticando em dupla– Foto: Praticando em dupla

“É um esporte fácil, não há idade nem gênero pra praticar. Pode ser jogado na praia ou em espaços privados. O BT cria um ambiente saudável e descontraído, e isso só ajudou o esporte a ser o que é hoje. É o que faz com que tanta gente pratique”, disse.

E aí, bora se arriscar a praticar o bbeach tennis e ainda pegar um bronze na praia?