Dois ouros e decepção no vôlei marcam a madrugada olímpica deste sábado

Brasil conquistou o lugar mais alto do pódio na canoagem e no boxe, porém, viu a medalha de bronze ir embora no vôlei masculino

A madrugada olímpica deste sábado (7) marcou a conquista de duas medalhas de ouro para o Brasil em Tóquio. Primeiro com Isaquias Queiroz, que cumpriu a promessa de “suar sangue” pela medalha e se sagrou campeão olímpico no início da madrugada.

Com uma demonstração de domínio total de prova, o brasileiro largou junto de seus componentes na C1 1000m dos Jogos Olímpicos de Tóquio, administrou na primeira metade e “explodiu” no final ao deixar todos para trás.

Mais tarde, foi vez a do brasileiro Hebert Conceição conquistar o ouro na categoria peso médio do boxe ao vencer o ucraniano Oleksandr Khyzhniak. Mesmo perdendo os dois primeiros rounds, o brasileiro conseguiu vencer a luta por nocaute no assalto decisivo.

Porém, nem só de resultados positivos foi a madrugada brasileira. A equipe de vôlei masculina acabou ficando sem o bronze ao perder para a Argentina, de virada, por 3 sets a 2.

Nos saltos ornamentaais, o brasileiro Kawan Pereira terminou em 10º lugar na final da plataforma de 10 metros. Pela primeira vez na história, o país contou com um representante numa final olímpica desta modalidade.

Isaquias Queiroz conquista o ouro em Tóquio – Foto: Miriam Jeske/COB
1 9
Isaquias Queiroz conquista o ouro em Tóquio – Foto: Miriam Jeske/COB
Brasileiro fez grande prova na categoria C1 1000m da canoagem – Foto: Joane Roriz/COB/divulgação
2 9
Brasileiro fez grande prova na categoria C1 1000m da canoagem – Foto: Joane Roriz/COB/divulgação
Visivelmente emocionado, Hebert Conceição recebe a medalha de ouro no boxe – Foto: Wander Roberto/COB
3 9
Visivelmente emocionado, Hebert Conceição recebe a medalha de ouro no boxe – Foto: Wander Roberto/COB
Hebert Conceição nocauteou o adversário na grande final – Foto: Wander Roberto/COB
4 9
Hebert Conceição nocauteou o adversário na grande final – Foto: Wander Roberto/COB
Irreconhecível em quadra, a equipe masculina do Brasil perdeu para a Argentina na disputa do bronze – Foto: Yuri Cortez / AFP
5 9
Irreconhecível em quadra, a equipe masculina do Brasil perdeu para a Argentina na disputa do bronze – Foto: Yuri Cortez / AFP
Argentinos comemoram o bronze conquistado – Foto: Yuri Cortez / AFP
6 9
Argentinos comemoram o bronze conquistado – Foto: Yuri Cortez / AFP
O brasileiro Kawan Pereira ficou em 10º lugar nos saltos ornamentais – Foto: Attila KISBENEDEK / AFP
7 9
O brasileiro Kawan Pereira ficou em 10º lugar nos saltos ornamentais – Foto: Attila KISBENEDEK / AFP
O Brasil ficou fora da final na ginástica ritmica em Tóquio, após terminar a classificatória em 12º – Foto: Julio Cesar Guimarães/COB
8 9
O Brasil ficou fora da final na ginástica ritmica em Tóquio, após terminar a classificatória em 12º – Foto: Julio Cesar Guimarães/COB
No basquete, deu a lógica. Os Estados Unidos bateram a França e conquistaram o 4º ouro seguido na modalidade – Foto: Ned Dishman / NBAE / Getty Images / Getty Images via AFP
9 9
No basquete, deu a lógica. Os Estados Unidos bateram a França e conquistaram o 4º ouro seguido na modalidade – Foto: Ned Dishman / NBAE / Getty Images / Getty Images via AFP
+

Mais Esportes

Loading...