Drika Evarini

adrieli.evarini@ndmais.com.br Opinião, novidades, contratações e bastidores do esporte joinvilense e muito mais. Apaixonada por futebol, basquete, futsal e tudo que envolve o mundo do esporte, está sempre atenta a tudo que acontece dentro e fora dos campos e das quadras.


Joinville desiste de participar de jogos escolares e decisão cria polêmica

Município anunciou, na segunda-feira (27), a desistência de participar da Olesc, Joguinhos Abertos e Parajasc e decisão repercutiu na cidade

A desistência de participar dos jogos escolares e Parajasc acendeu uma polêmica em Joinville. Uma das maiores representantes e forças nos jogos escolares de Santa Catarina, a cidade anunciou na segunda-feira (27) a desistência de participar da Olesc (Olimpíada Estudantil Catarinense), dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina e do Parajasc (Jogos Paradesportivos de Santa Catarina) alegando impossibilidade de dar andamento aos processos licitatórios necessários para garantir a estrutura básica aos atletas.

Joinville desiste de participar da Olesc, Joguinhos Abertos e Parajasc – Foto: Divulgação/NDJoinville desiste de participar da Olesc, Joguinhos Abertos e Parajasc – Foto: Divulgação/ND

A decisão repercutiu negativamente entre o setor esportivo, uma vez que as competições são as principais para os atletas de base que já não competiram em 2020 devido ao cenário da pandemia da Covid-19. Atletas, pais, representantes de equipes, treinadores e políticos se manifestaram contra a decisão que impede a participação dos atletas joinvilenses.

O secretário de Esportes, André Mattos, salienta que a decisão foi tomada por um colegiado e que “não é falta de dinheiro e de planejamento”. “A decisão não foi fácil, ninguém está feliz, muito menos aliviado, mas foi necessário dado o cenário de instabilidade de calendário da Fesporte, das mudanças constantes de datas, locais e formato da competição. A questão é que todo modo de contratação foi descaracterizado pelas mudanças”, diz.

De acordo com o secretário, a confirmação uma semana antes da primeira data de competição inviabiliza a segurança e a estrutura mínima adequada aos atletas. “Não podemos expor a delegação de Joinville ao novo formato, só tivemos a confirmação do calendário no dia 23 de setembro e a primeira competição começa sexta-feira, não há tempo hábil para adaptar nossos processos. Queremos que nossos atletas, nossa comunidade esportiva tenha todas as oportunidades, só não podemos expor a algo sem organização”, fala.

Em um calendário oficial, os jogos iniciam já no primeiro semestre, no entanto, as condições impostas pela pandemia obrigaram a Fesporte (Fundação Catarinense de Esporte) a reorganizar todo o calendário de competição. No início de setembro, a realização dos jogos chegou a ser cancelada, no entanto, foi retomada e, com isso, as competições acontecem a partir de outubro. O JASC (Jogos Abertos de Santa Catarina) também está mantido e ocorrem em novembro, em São José.

O presidente da Fesporte, Kelvin Soares, que é conhecido em Joinville pelo trabalho junto ao esporte de base, lamenta a decisão do município. “A Fesporte lamenta a decisão, especialmente para toda uma geração de atletas que será prejudicada. A Fesporte que lutou tanto pela retomada do calendário esportivo em SC, pela liberação, não pode ser culpada injustamente”, salienta.

O calendário será aberto nesta sexta-feira (2), com a etapa estadual da Olesc. Os Joguinhos Abertos acontecem entre 8 e 10 de outubro.

Participe do grupo e receba as principais notícias
do esporte de Santa Catarina e do Brasil na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
Loading...