Após 8 meses, desastre da Lagoa da Conceição será debatido em audiência pública

Alesc vai convidar setores da sociedade entender como está a situação da população após rompimento da lagoa de tratamento de esgoto no bairro

Há pouco mais de 8 meses do rompimento da lagoa artificial na Lagoa da Conceição, os debates sobre o desastre e seus efeitos seguem. Uma audiência pública está prevista pela Comissão de Economia da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina). A data ainda não foi definida.

Situação da Lagoa da Conceição na manhã da segunda-feira (25) de fevereiro, dia do rompimento – Foto: Felipe Carneiro/Especial para o NDSituação da Lagoa da Conceição na manhã da segunda-feira (25) de fevereiro, dia do rompimento – Foto: Felipe Carneiro/Especial para o ND

“Não temos todas as respostas deste que foi o maior desastre ecológico de Santa Catarina. A Casan cumpriu os compromissos assumidos aqui no Parlamento? A população foi atendida?”, questionou o deputado Bruno Souza (Novo), autor do requerimento para a audiência.

Para o debate, a deputada Luciane Carminatti (PT) sugeriu que o coletivo dos moradores atingidos pelo acidente sejam ouvidos. Outra proposta, feita pelo deputado João Amin (PP), é que a Comissão de Turismo e Meio Ambiente participe da reunião.

O rompimento

Situada nas dunas da Lagoa da Conceição, a Estação de Tratamento de Esgoto da Casan estourou por volta das 5 da manhã, no dia 25 de janeiro.

No último sábado (25), fez 8 meses desde que o esgoto atingiu as casas de moradores. Alguns precisaram acordar as pressas e fugir para o telhado, tentando escapar das águas contaminadas.

A população do bairro vinha denunciando durante anos que a Estação não comportava a demanda. Com o rompimento, a Lagoa sofreu diversos danos ecológicos e ficou inviável para banho.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Meio Ambiente

Loading...