Após aparecimento de espuma, Prefeitura Florianópolis fiscaliza Lagoa da Conceição

Alvo de uma ação do MP e preocupação entre moradores, material é apontado por laudo como fruto de contaminação por esgoto

A prefeitura de Florianópolis fiscaliza nesta terça-feira (19) a espuma densa e amarelada que apareceu na Lagoa da Conceição no fim de abril. Alvo de uma ação do Ministério Público e preocupação entre moradores, o material é apontado por um laudo como fruto de contaminação por esgoto. 

Estão no local nesta manhã, equipes da Floram, Blitz Sanear e funcionários da Diretoria de Saneamento. As amostras colhidas podem apontar as possíveis causas da poluição na área. 

Grande extensão da espuma na Lagoa da Conceição – Foto: Anderson Coelho/ND

Conforme um laudo feito pela Avelisc (Associação de Vela e Preservação Ecológica Lagoa da Conceição), o qual a reportagem do nd+ teve acesso, é indicado um grande índice de coliformes fecais e nitrogênio. Estes são fatores que apontam a contaminação da água por esgoto.

Leia também:

Em outra análise, o MP catarinense solicitou à Polícia Militar Ambiental, à Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente) e ao IMA (Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina) que realizassem vistorias e análise da qualidade no local. 

O objetivo é averiguar o possível despejo irregular de efluentes não tratados ou em desconformidade com a legislação vigente. O procedimento para apurar o caso foi aberto na segunda-feira (18).

+

Meio Ambiente