Árvore pode ter plantio proibido e multa para quem produzi-la em Joinville

Projeto de lei quer proibir a produção da chamada árvore bisnagueira, muito comum em Joinville

Uma árvore bem comum em Joinville pode estar com os dias contados na cidade: é que um projeto de lei enviado à Câmara pelo vereador Adilson Girardi (MDB) quer que a Spathodea campanulata, conhecida como bisnagueira, seja incluída em uma lista de plantas com produção e plantio proibidos no município.

Árvore bisnagueira pode estar com os dias contados em Joinville – Foto: CVJ/DivulgaçãoÁrvore bisnagueira pode estar com os dias contados em Joinville – Foto: CVJ/Divulgação

A justificativa é que a árvore bisnagueira produz uma toxina que é letal para abelhas e prejudicial para pássaros como o beija-flor. O projeto já foi aprovado pela Comissão de Legislação e ainda deve passar pela Comissão de Urbanismo antes de ser votado pelo plenário.

Caso a lei seja sancionada, quem plantar a árvore pode pagar multa de cerca R$ 3 mil. O vereador quer estimular a substituição da planta por espécies nativas e, no caso de manutenção da árvore por impedimento do corte, que a poda seja feita antes da florada.

A proposta de Girardi altera o Código Municipal do Meio Ambiente para criar a lista de árvores proibidas no município. Além da bisnagueira, que ficaria proibida em toda a cidade, a outra espécie proibida é a Ficus benjamina, ou figueira benjamim, que não pode ser plantada a menos de 5m de logradouros públicos.

A justificativa para a proibição nessas condições é o dano a calçadas que as raízes da árvore podem causar. As figueiras da avenida Hermann August Lepper são dessa espécie, por exemplo.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Meio Ambiente