Bairros Rio Vermelho e Ingleses terão ecopontos em Florianópolis

Previsão do município é ter, em breve, 13 equipamentos voltados à entrega voluntária de resíduos em toda a cidade

A Prefeitura de Florianópolis avança para cumprir as metas Lixo Zero 2030. Neste mês, o município assinou a ordem de serviço de uma demanda antiga da comunidade do Norte da Ilha, a implantação dos ecopontos dos bairros Rio Vermelho e Ingleses. Com investimento de R$ 450 mil, os equipamentos para entrega de resíduos sólidos volumosos e da construção civil deverão ser concluídos em 180 dias, informa a Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Rio Vermelho terá um ecoponto implantado pela Prefeitura de Florianópolis – Foto: PMF/Divulgação/NDRio Vermelho terá um ecoponto implantado pela Prefeitura de Florianópolis – Foto: PMF/Divulgação/ND

As obras são reivindicadas pela comunidade local há cerca de cinco anos, desde que começaram os estudos para identificação e liberação do terreno na rua Cândido Pereira dos Anjos, antigo Travessão, e no terreno ao lado da subestação da Celesc, nos Ingleses.

Com os dois novos ecopontos a rede da Secretaria Municipal do Meio Ambiente passa a contar com sete unidades e a previsão do município é zerar o descarte irregular de resíduos na área do Parque Estadual do Rio Vermelho (Paerve) e na região de Ingleses.

Eulália Paz, 29 anos, moradora de Ingleses, gostou da notícia. “Isso é muito bom, há muito tempo os moradores daqui queriam ter um local assim para entregarmos esses resíduos. Agora essa nossa solicitação será atendida, fiquei muito feliz, conta.

“A prefeitura levou mais de década para chegar a cinco ecopontos e, agora, em um ano vamos praticamente triplicar a rede”, destaca o secretário municipal de Meio Ambiente da Capital, Fábio Braga.

Ele informa ainda que já está em andamentolicitação para obras de implantação também dos ecopontos da Costeira do Pirajubaé, Coloninha, Barra da Lagoa, Lagoa da Conceição e Carianos. O processo está avançado, já com empresa vencedora. Em breve, será publicada tomada de preços também para a implantação de equipamento na Tapera, completando a rede com 13 ecopontos.

Muito mais do que ponto de entrega para recicláveis

Muita gente confunde as funções destes locais. Ecopontos são locais de entrega voluntária para itens volumosos que não são mais utilizados pela população e não podem ser levados pela coleta convencional ou seletiva. Também para destinar materiais como eletrodomésticos e eletroeletroeletrônicos que devem ser devolvidos à indústria no sistema de logística reversa. E para resíduos verdes como poda, se o usuário não puder aguardar o calendário de coleta anual que prevê 10 coletas de resíduos de quintal e jardim por ano em cada bairro de Florianópolis.

Quase todo mundo já viu, um dia, algum sofá velho ou televisão antiga abandonados nas calçadas e vias da cidade ou até mesmo entulho gerado por construções, demolições e pequenas reformas em prédios ou residências, que são depositados de maneira ilegal em avenidas, ruas e praças. Esse descarte irregular causa vários e graves problemas ambientais, desde problemas de saúde pública a alagamentos.

Para solucionar essa situação nas cidades foram criados os ecopontos,que têm por objetivo evitar o descarte desses resíduos nas vias públicas, rios e terrenos baldios. Materiais recicláveis (papel, papelão, plástico e metal) também podem ser levados para estes espaços, se o usuário não puder aguardar a coleta seletiva que é feita pelo menos uma vez por semana em cada bairro, e de lá serão encaminhados às centrais de triagem da cidade. Embalagens de vidro devem ser separadas e levadas aos PEVs (pontos de entrega voluntária), contentores grandes, verdes, instalados em pontos estratégicos dos bairros. A rede de PEVs de Vidro de Floripa já está chegando a 145 unidades.

Os novos ecopontos serão implantados com caixas estacionárias para que o usuário disponha os resíduos de forma separada e as equipes de remoção da Secretaria Municipal do Meio Ambiente possam dar o destino ambientalmente adequado a cada um dos materiais. Terão edificações de apoio, construídas em alvenaria, contendo copa, sanitários, depósito temporário e um escritório.

Antiga demanda da comunidade, Ingleses também terá um ecoponto – Foto: PMF/Divulgação/NDAntiga demanda da comunidade, Ingleses também terá um ecoponto – Foto: PMF/Divulgação/ND

O que pode

Usuários podem entregar nos ecopontos resíduos de construção, demolição e volumosos, orgânicos (restos de comida), óleo de cozinha, recicláveis secos, roupas usadas, podas de árvores e capim/grama, pilhas e baterias, embalagens vazias de óleos e lubrificantes e eletroeletrônicos.

Quem pode

É permitida a entrega dos resíduos nos ecopontos aos munícipes ou por meio de pequenos transportadores diretamente contratados pelos geradores.

Mais de 11 mil toneladas de resíduos movimentadas

A rede de ecopontos da Prefeitura de Florianópolis movimentou 11,8 mil toneladas de resíduos em 2021. Desde a pandemia, quando chegaram a ser suspensos os serviços de coleta seletiva, mais do que triplicaram os acessos aos ecopontos. Desde dezembro de 2020, os ecopontos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente passaram a receber também resíduos orgânicos compostáveis.

São registrados mais de 9.000 atendimentos por mês nos ecopontos do Itacorubi, Morro das Pedras, Canasvieiras e Capoeiras, de acordo com informações da Prefeitura de Florianópolis. Também há o Ecoponto do Monte Cristo para atendimento da comunidade local.

A capital catarinense avança para cumprir a meta Lixo Zero e recuperar, até 2030, 60% dos recicláveis secos (plástico, metal, vidro, papel e papelão) e 90% dos orgânicos compostáveis (restos de alimentos e resíduos verdes de quintal e jardim). O município, que pretende se tornar o mais sustentável do Brasil, já compensa hoje duas vezes a sua pegada de carbono com 44% do território em Área Natural Protegida, com o desempenho da reciclagem e as metas lixo zero.

Expansão para 13 ecopontos

Os planos, informa o superintendente de Gestão de Resíduos Sólidos da Secretaria de Meio Ambiente de Florianópolis, Ulisses Bianchini, são de expandir a rede para 13 ecopontos até o ano que vem.

Já está contratada com a Penascal Engenharia a execução das obras dos Ecopontos do Rio Vermelho e Ingleses. Estão em licitação as obras dos Ecopontos Barra da Lagoa, Carianos, Coloninha, Costeira e Lagoa da Conceição e em encaminhamento o processo licitatório do Ecoponto da Tapera.

Ecopontos – Média de visitação mensal

  • Itacorubi: 3.000 atendimentos
  • Morro das Pedras: 4.500 atendimentos
  • Canasvieiras: 800 atendimentos
  • Capoeiras: 850 atendimentos.

ECOPONTO ITACORUBI

  • Endereço: Rodovia Admar Gonzaga, 72.
  • Horário: Todos os dias, das 7h às 19h
  • Telefone: (48) 3261 4816

ECOPONTO MORRO DAS PEDRAS

  • Endereço: Rua Francisco Vieira, 198, em frente à Padaria Moreira
  • Horário:  Todos os dias, das 7h às 12h e das 13h às 19h
  • Telefone: (48) 3338 4506

ECOPONTO CANASVIEIRAS

  • Endereço: Rua Desembargador Maurílio Coimbra, próximo campo da Amocan
  • Horário: Segunda a sábado, das 7h às 17h30min
  • Telefone: (48) 3266-1445

ECOPONTO CAPOEIRAS

  • Endereço:  Terminal de Capoeiras, Rua Professor Egídio Ferreira, s/n
  • Horário:  Todos os dias, das 7h às 12h e das 13h às 19h

ECOPONTO MONTE CRISTO

  • Endereço: Rua Professor Joaquim, Nabuco, 2948, ao lado da Associação Recicladores Esperança Aresp
  • Horário:  Todos os dias, das 7h às 19h
  • Não recebe resíduos de poda nem entulho.

Novas instalações

Implantação do Ecoponto Rio Vermelho para entrega voluntária de resíduos sólidos volumosos e da construção civil na Rua Cândido Pereira dos Anjos, s/n

Valor R$ 205.342,61| Início 16/05/2022 | Prazo 180 dias   | Execução  Penascal Engenharia e Construção Eireli   | Recursos PMF.

Implantação do Ecoponto Ingleses para entrega voluntária de resíduos sólidos volumosos e da construção civil na Rua Via Local Insular, Projeto 50346, s/n

Valor R$ 244.893,82| Início 23/05/2022 | Prazo 180 dias   | Execução  Penascal Engenharia e Construção Eireli   | Recursos PMF.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal

+

Prefeitura de Florianópolis

Loading...