Bolsonaro diz que demarcação de terras inviabiliza desenvolvimento da Amazônia

Declaração do presidente da República foi dada durante encontro com governadores nesta terça-feira

O presidente Jair Bolsonaro quer conter novas demarcações ou ampliações de terras indígenas na Amazônia. A colocação foi feita durante o encontro com governadores da Amazônia Legal, realizado nesta terça-feira, em Brasília. As palavras do presidente foram ditas logo após o posicionamento do governador do Pará, Helder Barbalho, que defendeu a preservação da floresta, porém, com desenvolvimento.

Bolsonaro enumerou algumas etnias e tribos que vêm reivindicando ampliação ou demarcação de terras. “Isso não pode acontecer”, disse o presidente.

O posicionamento do governador do Pará foi elogiado por Bolsonaro, sobretudo no que diz respeito ao desenvolvimento da região. Sobre a questão das queimadas, Helder defendeu o uso de recursos do fundo Amazônia, argumentando que há mais de R$ 750 milhões disponíveis.

“Precisamos elaborar um plano estratégico para que não venhamos no próximo ano novamente assistir à ampliação do desmatamento”, observou o governador.

Leia também:

+

Meio Ambiente