Caçadores são presos com aves, armas, munição e pele de animal silvestre em Mafra

Polícia Militar Ambiental e Polícia Militar prenderam três homens na localidade de São João da Barra

A maior apreensão de 2020 de artigos de caça em Mafra, no Planalto Norte, foi realizada no sábado (2). A Polícia Militar Ambiental conseguiu prender três caçadores depois de abordar um grupo de oito pessoas na localidade de São João da Barra.

Além de aves e pele de animal silvestre, foram apreendidas armas, munições e armadilhas – Foto: Polícia Militar Ambiental/DivulgaçãoAlém de aves e pele de animal silvestre, foram apreendidas armas, munições e armadilhas – Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação

Com os suspeitos, a polícia encontrou uma ave Jacu já morta e uma ave Baitaca em cativeiro. Além disso, foi apreendida a pele de um animal silvestre, dez armas (cinco espingardas, uma arma garrucha, dois rifles e dois revólveres), mais de 700 munições, pólvora, 3,4 mil kg de chumbo, luneta, 10 apitos para atrair as aves e diversas armadilhas.

Baitaca estava sendo transportada em cativeiro – Foto: Polícia Militar Ambiental/DivulgaçãoBaitaca estava sendo transportada em cativeiro – Foto: Polícia Militar Ambiental/Divulgação

O grupo foi abordado em uma estrada e os suspeitos levaram os policiais até um rancho que servia de base para os caçadores.

Os três foram presos em flagrante por caça e posse irregular de armas.

Leia também:

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

+ Meio Ambiente