Lagoa da Conceição tem obras emergenciais com alerta de chuva e risco de novo rompimento

Casan iniciou ações emergenciais em lagoa artificial após ser notificada pela Floram nesta quinta-feira (17)

Com o alerta para chuvas volumosas na Grande Florianópolis neste final de semana, a Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento) executa ações emergenciais na Lagoa da Conceição, nesta sexta-feira (18).

Casan instala motobombas em lagoa artificial – Foto: Defesa Civil de Florianópolis/Alexandre Vieira/Divulgação/NDCasan instala motobombas em lagoa artificial – Foto: Defesa Civil de Florianópolis/Alexandre Vieira/Divulgação/ND

Uma notificação emitida pela Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente) de Florianópolis nesta quinta-feira (17), determinou que a empresa tome providências em função do nível de água da lagoa artificial da Casan na região, que chegou a um estado crítico depois das chuvas ocorridas na semana passada.

De acordo com a Defesa Civil de Florianópolis, o limite do reservatório, que é de 10 metros, está em 9,60 metros nesta sexta. A Casan trabalha na instalação de equipamentos para criar uma nova área para destino do efluente tratado.

Estão sendo instaladas quatro motobombas que farão a transposição emergencial da água para que o nível na lagoa artificial chegue a nove metros, considerada cota de segurança.

O bombeamento está programado para ocorrer às 16h. A água será captada da porção sul da lagoa e disposta em um local de dunas. A vazão de bombeamento será de 200 litros de água por segundo.

O secretário de Meio Ambiente de Florianópolis, Fábio Braga, acompanha a execução das obras na Lagoa da Conceição. A Casan deve encaminhar relatório com descrições e fotos da intervenção para a Floram.

Previsão de chuva preocupa

A situação da Lagoa da Conceição preocupa visto que há previsão de chuvas volumosas para o final de semana. Na Grande Florianópolis, os acumulados podem passar dos 100 milímetros, segundo a Defesa Civil.

Na quarta-feira (16), reportagem do ND+ mostrou que o nível de água da lagoa artificial da Casan na região chegou a um estado crítico depois das chuvas ocorridas na semana passada.

Com as chuvas previstas para este final de semana, a apreensão é que o nível se eleve ainda mais e, consequentemente, cause um novo desastre, como o registrado em janeiro deste ano, que danificou 35 casas e atingiu 66 pessoas. Foi o maior desastre ambiental da história da Capital.

Notificação determinou providências

A notificação emitida pela Floram e encaminhada à diretora da Casan, Roberta Maas dos Anjos, trata da demora do órgão em atender a solicitação sobre o estudo de estabilidade geotécnica de toda a lagoa artificial da Lagoa da Conceição, o projeto para remoção do pacote lamoso-arenoso do fundo da lagoa e o estudo de nova alternativa para disposição final do efluente.

Instalação das motobombas – Foto: Defesa Civil de Florianópolis/Alexandre Vieira/Divulgação/NDInstalação das motobombas – Foto: Defesa Civil de Florianópolis/Alexandre Vieira/Divulgação/ND

As providências determinadas pela Floram são baseadas nas vistorias realizadas no local após as chuvas ocorridas neste mês de junho, que atestaram o alto nível de água na lagoa.

O documento aponta “a necessidade de execução de ações emergenciais para a garantia da segurança da população residente a jusante da LEI (Lagoa de Evapoinfiltração) e do ambiente no entorno, incluindo a Lagoa da Conceição”.

A notificação menciona, ainda, que a instalação do sistema de bombeamento emergencial “não afasta a responsabilidade civil, administrativa e criminal da Casan por ações e omissões em face do meio ambiente e pelo descumprimento de determinações do Poder Público e deste órgão ambiental competente.”

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Meio Ambiente

Loading...