Comunidades de Florianópolis serão incentivadas ao tratamento de resíduos orgânicos

Será possível angariar até R$156 por cada tonelada, para “desviar” do aterro, em Biguaçu; edital será aberto a partir do dia 15 de setembro e prevê sete pátios de compostagem

A Prefeitura Municipal de Florianópolis vai incentivar o tratamento de resíduos orgânicos em comunidades. Será possível angariar até R$156 por cada tonelada, para “desviar” do aterro, em Biguaçu. Um edital será aberto a partir do dia 15 de setembro e prevê sete pátios de compostagem, incentivados por projetos de valorização de orgânicos.

PMF quer incentivar as comunidades a tratarem os resíduos – Foto: PMF, divulgação

Conforme o presidente da autarquia Comcap, nas próximas semanas será publicado decreto que estabelecerá a possibilidade de usar recursos destinados ao tratamento de resíduos sólidos domiciliares para pagar o tratamento dos orgânicos em pátios de compostagem. Sem alterar os custos públicos atuais, cada tonelada desviada de aterro sanitário, poderá ser remunerada em R$ 156.

“Será um modelo inovador, mas muito simples. O modelo sustentável de agricultura urbana que praticamos em Floripa exige a produção local dos insumos, por isso é necessário transformar resíduos em composto orgânico”, informa.

As regras para pagamento e o modelo de negócio serão articulados e validados com toda transparência e participação do setor público, organizações civis e microempreendedores sociais na órbita do programa municipal de agricultura urbana Cultiva Floripa.

Em paralelo, informa Lucas, chegou a hora de concretizar as ações do projeto de “Ampliação e Fortalecimento da Valorização de Resíduos Orgânicos no município de Florianópolis”, segundo colocado nacional em edital do Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA) e viabilizado por acordo de cooperação financeira com o Fundo Socioambiental Caixa.

Já estão prontos os materiais de educação ambiental e, nas próximas semanas, será lançado edital de concorrência para cinco novos pátios de compostagem que terão suporte de infraestrutura, capacitação e pessoal. Outros dois pátios já consolidados, o Pacuca no Sul da Ilha e a Revolução dos Baldinhos, no continente, também terão recursos para melhorias.

Incluem o projeto os pátios institucionais da Comcap, onde já são processadas 10 toneladas/dia de resíduos orgânicos, e da Floram.

Fazenda agroecológica modelo

No Jardim Botânico de Florianópolis, está em instalação equipamento baseado na fazenda urbana modelo inaugurada este mês em Curitiba. O espaço modelo servirá para apresentação das melhores práticas agroecológicas e sintrópicas.

+

Meio Ambiente