Estiagem deixa 11 cidades do Oeste de SC em situação crítica pela falta de água

Em Chapecó, Casan avalia diariamente situação do Lajeado São José, reservatório que abastece a cidade

O Boletim Hidrometeorológico Integrado do Estado, divulgado pela SDE (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável), apontou que 11 municípios catarinenses estão em situação crítica para o abastecimento de água. O que mais chama a atenção é que 9 dessas cidades são do Oeste e Extremo-Oeste de Santa Catarina.

Lajeado São José, reservatório que abastece Chapecó, é avaliado diariamente pela Casan – Foto: Felipe Kreush/NDTVLajeado São José, reservatório que abastece Chapecó, é avaliado diariamente pela Casan – Foto: Felipe Kreush/NDTV

Essa seca preocupa ainda mais os produtores rurais porque a previsão de chuva não é animadora para o próximo trimestre, conforme mostra o boletim. Somente no mês de abril, os acumulados de chuva ficaram bem abaixo se comparado com as demais regiões do estado, ou seja, não chegam aos 50 mm.

As cidades mais prejudicadas com a estiagem são: Anchieta, Bom Jesus do Oeste, Coronel Martins, Descanso, Dionísio Cerqueira, Guaraciaba, Planalto Alegre, São Miguel da Boa Vista e São Miguel do Oeste, todas do Extremo-Oeste e, ainda, Zortéa e Vargem, do Meio-Oeste.

Situação em Chapecó

Alguns municípios do Oeste catarinense já passam por racionamento, mas ainda não é o caso de Chapecó. Porém, diariamente a Casan (Companhia Catarinense de Águas e Saneamento) de Chapecó realiza uma avaliação para verificar as condições do Lajeado São José, reservatório que auxilia no abastecimento da cidade.

Lajeado São José abastece 60% de Chapecó e os outros 40% é captada no Lajeado Rio Tigre, em Guatambu – Foto: Felipe Kreush/NDTVLajeado São José abastece 60% de Chapecó e os outros 40% é captada no Lajeado Rio Tigre, em Guatambu – Foto: Felipe Kreush/NDTV

“O Lajeado São José é responsável por 60% do abastecimento em Chapecó e ainda precisa de 40% da água do Lajeado Rio Tigre, em Guatambu. Porém, a situação do Lajeado São José vem se agravando, por isso precisamos que a população faça o uso consciente da água e não desperdice”, comenta o chefe da Agência Chapecó, engenheiro Bruno Eleotero.

Ainda segundo o boletim divulgado pela SDE, dos 295 municípios de Santa Catarina, 168 estão em estado de normalidade; 93 de atenção; 10 de alerta, e 11 em situação crítica, por conta da estiagem. Outras 13 cidades não encaminharam informações da situação atual.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Meio Ambiente